sicnot

Perfil

Lusa

Coimbra: Câmara volta a lançar concurso para construção e exploração de complexo funerário

João Ernesto Fonseca

Coimbra, 10 jun (Lusa) -- A câmara de Coimbra vai lançar novo concurso para a conceção, construção e concessão da exploração de um complexo funerário, com crematório, em Taveiro, revelaram hoje os vereadores Paulo Leitão e Luís Providência.

Coimbra, 10 jun (Lusa) -- A câmara de Coimbra vai lançar novo concurso para a conceção, construção e concessão da exploração de um complexo funerário, com crematório, em Taveiro, revelaram hoje os vereadores Paulo Leitão e Luís Providência.

O novo caderno de encargos surge com alterações em relação ao anterior, aberto em 2008, na expectativa de que o concurso "não volte a ficar deserto", disse Paulo Leitão, que falava numa sessão de apresentação das novas regras de candidatura à criação e exploração do futuro complexo.

O anterior concurso exigia "uma estrutura muito grande" e, por isso, um investimento "demasiado elevado" para despertar o interesse dos investidores, admitiu o vereador, responsável pelo pelouro de Obras e Infra-estruturas Municipais.

O novo concurso, a lançar em breve, exige, no entanto, que a infraestrutura a construir mantenha "todas as condições para poder ser ampliada em qualquer altura" e para que possa atingir, quando isso se revelar necessário, as dimensões inicialmente previstas, sublinhou Luís Providência.

Envolvendo um investimento superior a um milhão de euros, o complexo funerário, a construir junto ao cemitério de Taveiro, será "dotado de um crematório e áreas técnicas adjacentes, salas de despedida e de velório, cafetaria, instalações sanitárias e áreas complementares", referiu Luís Providência, responsável pelo pelouro dos cemitérios.

No distrito de Coimbra só há um crematório, na Figueira da Foz, prevendo os responsáveis da câmara de Coimbra que o futuro complexo da cidade não se limite a servir apenas o município, mas uma região mais vasta, acrescentou Luís Providência.

JEF

Lusa/Fim

  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • Mais de duas mil pessoas retiradas do fogo junto ao parque Doñana, no Sul de Espanha

    Mundo

    O incêndio florestal começou ainda na noite deste sábado na aldeia de Las Peñuelas de Moguer, na província de Huelva e obrigou à evacuação de várias localidades e à retirada de mais de duas mil pessoas, de vários alojamentos turísticos (incluindo o Parador de Mazagon, dois parques de campismo e um hotel). Foi ainda ativado o plano de emergência da província.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.