sicnot

Perfil

Luís Manso

Luís Manso

Jornalista

  • Pink e Justin Timberlake no Super Bowl
    2:01

    Cultura

    Os nomes que vão subir ao palco do Super Bowl, nos Estados Unidos da América, já são conhecidos. Pink vai cantar o hino e Justin Timberlake fica com o intervalo do jogo. O evento, que é sempre muito apetecido para a publicidade, promete uma surpresa.

    Luís Manso

  • Os políticos e as notícias falsas

    A verdade sobre a mentira

    É a política um dos alvos da sátira, do humor, mas também da mentira e falsidade. São, igualmente, muitos os deputados, entre os 230 que estão na Assembleia da República, ou entre os dirigentes partidários, que recorrem às redes sociais para ver o que se escreve e para escrever o que há para se dizer. Alguns dos rostos que têm uma voz ativa no mundo online relatam à SIC histórias, momentos, curiosidades e preocupações. As notícias falsas apresentam-se como um perigo para o funcionamento da democracia, às quais a política não fica imune.

    Luís Manso

  • Paul Horner diz que apoiantes de Trump são mais fáceis de convencer
    3:50

    A verdade sobre a mentira

    É responsável por alguns dos sites mais famosos e polémicos nos Estados Unidos (O abcnews.com.co, cópia do verdadeiro site da ABC News, é um dos exemplos), dos quais saíram as principais notícias falsas, durante a campanha eleitoral norte-americana. Paul Horner contou a piada embrulhada em mentira contra a figura de Hillary Clinton. Mais que tudo, diz, porque os apoiantes de Trump são mais fáceis de convencer. Atraiu milhões para as falsas notícias que produziu. Como a que dava conta de manifestantes anti-Trump que estariam a ser pagos para protestarem em comícios republicanos. Na entrevista à SIC, assume ser contra o atual Presidente, diz que fez tudo em nome do lucro e recusa a ideia de ter contribuído para a eleição do multimilionário. Vai mais longe e diz: "vou continuar porque posso viver disto. Tenho muitos fãs. (As Fake News) vão levar mais pessoas a questionarem-se e ajudar à distituição do Donald Trump."

    Luís Manso

  • O que parece não é. Ou é?

    Opinião

    Dizem que sou parecido com o candidato presidencial apoiado pelo PCP. Amigos e conhecidos têm teimado em como as feições de Edgar Silva se encaixam, aqui e ali, no meu rosto. Não conheço o militante comunista. O que sei resulta do trabalho feito pelos meus camaradas de profissão (de assinalar o excelente trabalho do meu amigo Joaquim Franco, num retrato exemplar de Edgar Silva). E com cartazes país fora, repetem-se os olhares e comentários: “é que és mesmo parecido”. Mas não sou. Nem Edgar Silva é Luís Manso. Ambos nos batemos, presumo, por um Mundo mais justo e melhor. Pelos valores certos dentro da sociedade. Mesmo dentro do erro, daí retirar a virtude da aprendizagem. O que me leva a uma reflexão. Ao longo deste ano que agora termina, o tanto que parecia ser e não foi. Mais que isso: não é.

    Luís Manso