sicnot

Perfil

Pedro Cruz

Pedro Cruz

SIC

  • Opinião

    As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • "Os militantes do PSD não são o problema de Pedro Santana Lopes"
    5:49

    Opinião

    A corrida à liderança do PSD esteve em análise na Edição da Noite. Pedro Cruz, da SIC, analisou os perfis dos dois candidatos à liderença do partido e destaca a diferença de estilos. Considera ainda que o problema de Pedro Santana Lopes não são os militantes do PSD, mas aqueles que não têm ligações ao partido e o associam ao período em que foi primeiro-ministro.

    Pedro Cruz

  • Acabou o estado de graça

    Opinião

    Sá Carneiro dizia que qualquer Governo tem direito a um estado de graça de 100 dias. E que, depois disso, já não tem margem para deitar culpas ao Governo anterior. O discurso de Marcelo, no terreno, junto das vítimas, e não na torre de marfim de Belém, marca o tal "novo ciclo" que o Presidente há muito tinha anunciado, com data marcada: depois das autárquicas.

    Pedro Cruz

  • Em política nunca se agradece

    Opinião

    Passos Coelho deixa hoje a liderança do PSD. Muitos dos que o apoiaram (?) desde que chegou à liderança do PSD, são os mesmos que, agora, sorriem perante o facto consumado. Perdeu. Já foi, que venha o próximo. Rei morto, Rei posto.

    Pedro Cruz

  • O (de)Voto

    Opinião

    É preciso dessacralizar o voto. E tirar a solenidade às eleições. (Um pouco aquilo que Marcelo fez em relação ao Presidente da República).

    Pedro Cruz

  • Esquerda, volver!

    Opinião

    Em junho "desapareceram" munições várias de um dos paióis de Tancos. Digo "desapareceram" porque primeiro, foi anunciado como um roubo; Depois, afinal, era apenas material obsoleto. Agora, quase quatro meses (!) depois, é o próprio ministro que admite não saber "se foi roubo". Tudo isto teria graça se fosse numa rábula dos Gato Fedorento, por exemplo. Como humor, é genial.

    Pedro Cruz