Última Edição

0
0:05

Última Edição

1
1:42

Cão mata criança de cinco anos em Castro Daire

2
2:04

José Sócrates passa 1ª noite em casa depois de 288 dias na prisão

3
0:42

Pires de Lima considera estar ao alcance da coligação uma maioria histórica absoluta

4
1:00

Rogério Aves considera legítimo que defesa de Sócrates recorra da decisão

5
1:15

Costa diz que eleitores sabem distunguir caso Sócrates das eleições

6
0:15

Passos rejeita comentar saída de Sócrates da prisão

7
0:39

Jerónimo de Sousa diz que não deve haver aproveitamento político do caso Sócrates

8
0:50

José Lello considera excessiva a prisão domiciliária de José Sócrates

9
1:26

Manuel Magalhães e Silva diz que proibição de contactos não deve ser restrita aos arguidos

10
0:45

João Perry da Câmara diz que vão ser autorizadas as mesmas visitas a Sócrates que na prisão

11
0:52

Eurodeputados portugueses defendem que Europa tem obrigação de acolher refugiados

12
0:51

Guterres acusa UE de falta de solidariedade na crise dos refugiados

13
1:48

Fernando Santos entende que empate seria resultado mais justo

14
0:44

Governo revela que propostas pelos transportes do Porto melhoraram em 18 milhões de euros

22:18 12.04.2012

Polícia sérvia recupera quadro de Cézanne furtado e detém quatro suspeitos

REUTERS

A polícia sérvia anunciou hoje a descoberta,  em Belgrado, de um quadro de Paul Cézanne, furtado há quatro anos na Suíça,  e a detenção de quatro suspeitos sérvios. 

A descoberta, hoje divulgada, foi feita na quarta-feira, noticiou a  agência AFP. O quadro "Jovem Rapaz com Colete Vermelho" (1888-1889), cuja autenticidade  foi confirmada por um perito da Suíça, está avaliado em cem milhões de euros,  declarou aos jornalistas o procurador Miljko Radisavljevic. 

A tela foi furtada, em fevereiro de 2008, da coleção E.G.Bhrle, de  Zurique, ao mesmo tempo que outras três, de Edgar Degas, Vincent van Gogh  e Claude Monet, recuperadas em 2008 e 2009. 

O furto foi considerado o maior de sempre do género efetuado na Europa. A pintura de Cézanne foi descoberta dentro do forro do tejadilho de  um carro, depois de a polícia ter seguido a pista de um comprador, que ia  pagar pela tela três milhões de euros, verba que, em grande parte, já tinha  sido dada aos criminosos.  

No momento da detenção dos quatro suspeitos, com cadastro, a polícia  apreendeu armas e munições, bem como 1,5 milhões de euros em dinheiro.  Um dos homens terá participado diretamente no furto e os restantes terão  sido seus cúmplices. 

 

     

 

Lusa

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

Cultura

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .