Última Edição

0
0:05

Última Edição

1
1:09

Villas-Boas destaca superioridade do Zenit na primeira parte e Jesus assume erros

2
0:35

Presidente do Benfica agradece apoio dos adeptos numa noite de derrota na Luz

3
1:34

Jogadores do Zenit satisfeitos com o resultado

4
4:09

Fábio tornou-se combatente com o nome Abdu Rahman Al Andalus

5
0:27

Ministro da Defesa desvaloriza número de portugueses que combatem pelo Estado Islâmico

6
2:45

Fiscalidade verde sugere taxas sobre combustíveis e portagens nas cidades

7
2:48

Sim e Não acreditam que podem vencer o referendo à independência na Escócia

8
0:49

Eleições antecipadas são solução para problemas da educação e de outros setores, diz PCP

9
1:32

EUA vão enviar três mil militares para combater o Ébola na África Ocidental

13:47 12.01.2013

Museu de Ílhavo inaugura único aquário da Europa dedicado ao bacalhau  

LUSA
1
/
6
LUSA
2
/
6
LUSA
3
/
6
LUSA
4
/
6
LUSA
5
/
6
LUSA
6
/
6

O Museu Marítimo de Ílhavo inaugura no domingo  o único aquário da Europa exclusivamente dedicado ao bacalhau, num investimento  de quase três milhões de euros e que espera receber mais de 100 mil visitantes.

No âmbito das Comemorações do 75. Aniversário do Museu Marítimo de  Ílhavo, o Aquário dos Bacalhaus é uma aposta da Câmara na promoção da cultura  marinheira do Município de Ílhavo, que se arroga como a "Capital Portuguesa  do Bacalhau". 

De acordo com o presidente, Ribau Esteves, "o Museu Marítimo de Ílhavo  é já, desde há quatro anos, o museu municipal mais visitado" e tem estado  no grupo dos dez museus nacionais e municipais mais visitados do país,  1/8contando 3/8  entre os 50 e os 80 mil visitantes por ano.  

"A nossa aposta é proximamente passar a fasquia dos 100 mil visitantes,  na certeza de que o aquário vai aumentar muitíssimo a atratividade do Museu",  disse Ribau Esteves, justificando que se trata de um investimento "num dos  principais valores da História, da Cultura e da atividade económica" local.

O investimento foi superior a 2,8 milhões de euros (cofinanciado em  85 por cento pelo Programa Operacional da Região Centro - Mais Centro),  o que para o autarca foi uma oportunidade histórica de aproveitar os fundos  comunitários, integrando o Aquário de Bacalhaus no Programa de Regeneração  Urbana do Centro Histórico de Ílhavo, por forma a completar o discurso expositivo  do Museu Marítimo. 

Ribau Esteves salientou que Ílhavo continua a ter "uma atividade económica  muito importante" na área da pesca: são do Porto de Aveiro os únicos 14  navios de pesca longínqua que o Portugal tem e é na indústria transformadora  de pescado de Ílhavo que é transformado 80 por cento do bacalhau laborado  em Portugal. 

O Aquário dos Bacalhaus tem uma capacidade de 120 metros cúbicos de  água, com uma temperatura média de 12 graus centígrados, e com condições  de salinidade próximas das existentes no 'habitat' natural do bacalhau,  recriadas artificialmente.  

A alimentação dos peixes é assegurada gratuitamente pela Associação  de Pesca Artesanal da Ria de Aveiro. 

A conceção e a construção do aquário foram acompanhadas pelo Museu Marítimo  de Alesund (Noruega), no âmbito da cooperação institucional estabelecida  pelo Museu Marítimo de Ílhavo. Parte dos bacalhaus que vão estar no museu  de Ílhavo foram oferecidos pela instituição norueguesa. 

Quanto aos custos de manutenção, Ribau Esteves reconheceu que o Museu  terá mais encargos, mas garantiu que o valor anual do conjunto de patrocinadores  privados supera largamente o aumento da despesa. 

Em conclusão, Ribau Esteves disse que agora é tempo de arrumar a obra,  cuidar do dia-a-dia do novo aquário e convidar toda a gente a ver uma peça  única à escala europeia. 

Lusa

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

Cultura

Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .