Última Edição

1
0:05

Última Edição

2
2:44

A moda dos encontros de jovens marcados pelas redes sociais

3
2:42

Duas raparigas e dois rapazes detidos pelos desacatos no shopping em Lisboa

4
1:52

Costa diz que Governo está bloqueado entre cortar pensões e aumentar impostos

5
1:49

PSD e CDS querem cortes salariais na função pública o mais rápido possível

6
2:55

Governo aprova novas tarifas sobre compra de dispositivos digitais

7
1:44

ASAE apreendeu mais de 10 milhões de euros em material contrafeito desde janeiro

8
1:56

Secretário de Defesa dos EUA vai falar à nação sobre a intervenção no Iraque

9
1:00

Norte-americanos infetados com Ébola na Libéria receberam alta

10
1:44

Ataque israelita mata pai e três filhos em Gaza

11
0:36

José Mourinho aceitou o desafio de Drogba e participou nos banhos solidários

12
0:23

Lopetegui garante que não há qualquer problema com Quaresma

13
1:45

Maré de Agosto recebe Selah Sue na primeira noite de festival

14
1:38

Jardins e praças de Lisboa vão ser palco de muitas artes até 20 de setembro

15
2:21

Pinturas corporais da japonesa Hikaru Cho são um êxito na Internet

11:01 20.03.2013

Casa Fernando Pessoa inaugura sala multimédia no Dia Mundial da Poesia

Fernando Pessoa por Almada Negreiros / CAM

A Casa Fernando Pessoa celebra o Dia Mundial  da Poesia, na quinta-feira, com a inauguração da sala multimédia "Sonhatório/Dreamatorium",  no terceiro piso do edifício, localizado no bairro de Campo de Ourique,  em Lisboa. 

A sala, que é inaugurada às 16:00, tem conteúdos de Antonio Cardiello,  Inês Pedrosa, Jerónimo Pizarro e Patrício Ferrari, e a cenografia é de António  Viana, informa a Casa Fernando Pessoa (CFP), em comunicado. 

O Dia Mundial da Poesia celebra-se no dia 21 de março, por decisão da  XXX Conferência Geral da UNESCO, Organização das Nações Unidas para a Educação,  Ciência e Cultura, que se realizou em 1999. 

Celebrando a data, a CFP abre às 10:00, com uma sessão de leituras da  obra do autor da "Mensagem", em que participarão, entre outros, Nuno Júdice,  Vasco Graça Moura, Fernando Pinto do Amaral, Ana Marques Gastão, Eduardo  Pitta, Gastão Cruz, Maria Manuel Viana, Paulo Cardoso, Patrícia Reis, Teolinda  Gersão e Fernando Luís Sampaio.  

Quanto ao "Sonhatório/Dreamatorium", em comunicado, a CFP afirma que  "o espaço é constituído por seis monitores táteis, quatro verticais e dois  horizontais: o Totem Provocador, que reage à presença de movimento e interage  com frases de Álvaro de Campos; e o Totem Institucional, contendo a apresentação  da CFP, a cronologia de Fernando Pessoa e a fotobiografia animada do poeta".

Na sala há ainda "o Totem de Jogos, com opções de jogos para crianças  e adultos, e o Totem de Filmes, com excertos das obras 'Conversa Acabada'  e 'Desassossego', filmes de João Botelho, e poesia filmada, 'Pessoa, Pessoas',  de Portugal, e 'Pessoa, Pessoas', do Brasil, dois filmes produzidos pela  CFP". 

"Os totens horizontais reunirão as obras digitalizadas da biblioteca  particular pessoana, o clube Pequenos Pessoas e Os Lugares de Pessoa", adianta  a CFP.  

"No centro da sala encontra-se a Casa de Fernando Pessoa, estrutura  que albergará a projeção de um pequeno filme com as assinaturas, por mão  invisível, dos heterónimos, semi-heterónimos e pseudónimos, de modo a dar  a conhecer as desmultiplicações de Pessoa, junto com o áudio de poemas em  português e inglês", explica o mesmo comunicado. 

Ainda na CFP, às 18:00, atua o projeto Caixa de Pandora, que é constituído  por Rui Filipe, no piano, Cindy Gonçalves, no violino, e Sandra Martins,  no violoncelo, que apresenta um repertório próprio "que orbita entre os  ambientes de paisagens cinéfilas e a escultura sonora de estética contemporânea".

Em Abrantes, às 21:30, na Biblioteca Municipal António Botto, é apresentado  o livro de poesia "Canto Imperecível das Aves", de António Vilhena. 

O autor é vereador da Câmara de Coimbra e, segundo nota da edilidade  de Abrantes, "tem exercido cargos académicos ligados à sua área de formação,  a psicologia". 

O mesmo comunicado afirma que "é um livro intimista e autobiográfico,  mas também sobre o seu Alentejo, eterno lugar de espanto e novidade", citando  o texto do prefácio da obra assinado por Maria Vieira de Almeida. 

António Vilhena é licenciado em Psicologia, pela Faculdade de Ciências  da Educação de Coimbra, e tem sete livros publicados. 

 

Lusa

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

Cultura

Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .