sicnot

Perfil

Cultura

Casa Fernando Pessoa inaugura sala multimédia no Dia Mundial da Poesia

A Casa Fernando Pessoa celebra o Dia Mundial  da Poesia, na quinta-feira, com a inauguração da sala multimédia "Sonhatório/Dreamatorium",  no terceiro piso do edifício, localizado no bairro de Campo de Ourique,  em Lisboa. 

Fernando Pessoa por Almada Negreiros / CAM

Fernando Pessoa por Almada Negreiros / CAM

A sala, que é inaugurada às 16:00, tem conteúdos de Antonio Cardiello,  Inês Pedrosa, Jerónimo Pizarro e Patrício Ferrari, e a cenografia é de António  Viana, informa a Casa Fernando Pessoa (CFP), em comunicado. 

O Dia Mundial da Poesia celebra-se no dia 21 de março, por decisão da  XXX Conferência Geral da UNESCO, Organização das Nações Unidas para a Educação,  Ciência e Cultura, que se realizou em 1999. 

Celebrando a data, a CFP abre às 10:00, com uma sessão de leituras da  obra do autor da "Mensagem", em que participarão, entre outros, Nuno Júdice,  Vasco Graça Moura, Fernando Pinto do Amaral, Ana Marques Gastão, Eduardo  Pitta, Gastão Cruz, Maria Manuel Viana, Paulo Cardoso, Patrícia Reis, Teolinda  Gersão e Fernando Luís Sampaio.  

Quanto ao "Sonhatório/Dreamatorium", em comunicado, a CFP afirma que  "o espaço é constituído por seis monitores táteis, quatro verticais e dois  horizontais: o Totem Provocador, que reage à presença de movimento e interage  com frases de Álvaro de Campos; e o Totem Institucional, contendo a apresentação  da CFP, a cronologia de Fernando Pessoa e a fotobiografia animada do poeta".

Na sala há ainda "o Totem de Jogos, com opções de jogos para crianças  e adultos, e o Totem de Filmes, com excertos das obras 'Conversa Acabada'  e 'Desassossego', filmes de João Botelho, e poesia filmada, 'Pessoa, Pessoas',  de Portugal, e 'Pessoa, Pessoas', do Brasil, dois filmes produzidos pela  CFP". 

"Os totens horizontais reunirão as obras digitalizadas da biblioteca  particular pessoana, o clube Pequenos Pessoas e Os Lugares de Pessoa", adianta  a CFP.  

"No centro da sala encontra-se a Casa de Fernando Pessoa, estrutura  que albergará a projeção de um pequeno filme com as assinaturas, por mão  invisível, dos heterónimos, semi-heterónimos e pseudónimos, de modo a dar  a conhecer as desmultiplicações de Pessoa, junto com o áudio de poemas em  português e inglês", explica o mesmo comunicado. 

Ainda na CFP, às 18:00, atua o projeto Caixa de Pandora, que é constituído  por Rui Filipe, no piano, Cindy Gonçalves, no violino, e Sandra Martins,  no violoncelo, que apresenta um repertório próprio "que orbita entre os  ambientes de paisagens cinéfilas e a escultura sonora de estética contemporânea".

Em Abrantes, às 21:30, na Biblioteca Municipal António Botto, é apresentado  o livro de poesia "Canto Imperecível das Aves", de António Vilhena. 

O autor é vereador da Câmara de Coimbra e, segundo nota da edilidade  de Abrantes, "tem exercido cargos académicos ligados à sua área de formação,  a psicologia". 

O mesmo comunicado afirma que "é um livro intimista e autobiográfico,  mas também sobre o seu Alentejo, eterno lugar de espanto e novidade", citando  o texto do prefácio da obra assinado por Maria Vieira de Almeida. 

António Vilhena é licenciado em Psicologia, pela Faculdade de Ciências  da Educação de Coimbra, e tem sete livros publicados. 

 

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC