Última Edição

0
0:05

Última Edição

1
0:49

Pedro Filipe Soares critica escolhas do BE dos últimos anos

2
0:37

Alberto Martins elogia escolha de Ferro Rodrigues para líder parlamentar do PS

3
0:51

PCP exige mais esclarecimentos sobre caso Tecnoforma

4
0:57

Não está prevista ida de militares portugueses para coligação contra Estado Islâmico, diz Cavaco

5
1:30

Ministro da Defesa exclui envio de tropas para coligação contra Estado Islâmico

6
1:33

Pais a cargo dos filhos podem passar a contar no cálculo do IRS

7
2:22

Aumento do salário mínimo só vigora até final de 2015

8
1:17

Ministério garante que erros na colocação de professores não impedem vinculação "semiautomática"

9
0:48

Aguiar-Branco enaltece exercício de prevenção do vírus

10
1:17

Cheias no sul de França deixam região em alerta vermelho

11
1:03

Erupção de vulcão no Japão fez pelo menos 36 mortos

12
1:11

Júlio César apto para defender baliza do Benfica em Leverkusen

13
1:55

Marco Silva e Adrien dizem que o Chelsea é um dos favoritos para chegar à final

14
1:10

Shakhtar recebe os dragões em Lviv devido à falta de segurança em Donetsk

11:01 20.03.2013

Casa Fernando Pessoa inaugura sala multimédia no Dia Mundial da Poesia

Fernando Pessoa por Almada Negreiros / CAM

A Casa Fernando Pessoa celebra o Dia Mundial  da Poesia, na quinta-feira, com a inauguração da sala multimédia "Sonhatório/Dreamatorium",  no terceiro piso do edifício, localizado no bairro de Campo de Ourique,  em Lisboa. 

A sala, que é inaugurada às 16:00, tem conteúdos de Antonio Cardiello,  Inês Pedrosa, Jerónimo Pizarro e Patrício Ferrari, e a cenografia é de António  Viana, informa a Casa Fernando Pessoa (CFP), em comunicado. 

O Dia Mundial da Poesia celebra-se no dia 21 de março, por decisão da  XXX Conferência Geral da UNESCO, Organização das Nações Unidas para a Educação,  Ciência e Cultura, que se realizou em 1999. 

Celebrando a data, a CFP abre às 10:00, com uma sessão de leituras da  obra do autor da "Mensagem", em que participarão, entre outros, Nuno Júdice,  Vasco Graça Moura, Fernando Pinto do Amaral, Ana Marques Gastão, Eduardo  Pitta, Gastão Cruz, Maria Manuel Viana, Paulo Cardoso, Patrícia Reis, Teolinda  Gersão e Fernando Luís Sampaio.  

Quanto ao "Sonhatório/Dreamatorium", em comunicado, a CFP afirma que  "o espaço é constituído por seis monitores táteis, quatro verticais e dois  horizontais: o Totem Provocador, que reage à presença de movimento e interage  com frases de Álvaro de Campos; e o Totem Institucional, contendo a apresentação  da CFP, a cronologia de Fernando Pessoa e a fotobiografia animada do poeta".

Na sala há ainda "o Totem de Jogos, com opções de jogos para crianças  e adultos, e o Totem de Filmes, com excertos das obras 'Conversa Acabada'  e 'Desassossego', filmes de João Botelho, e poesia filmada, 'Pessoa, Pessoas',  de Portugal, e 'Pessoa, Pessoas', do Brasil, dois filmes produzidos pela  CFP". 

"Os totens horizontais reunirão as obras digitalizadas da biblioteca  particular pessoana, o clube Pequenos Pessoas e Os Lugares de Pessoa", adianta  a CFP.  

"No centro da sala encontra-se a Casa de Fernando Pessoa, estrutura  que albergará a projeção de um pequeno filme com as assinaturas, por mão  invisível, dos heterónimos, semi-heterónimos e pseudónimos, de modo a dar  a conhecer as desmultiplicações de Pessoa, junto com o áudio de poemas em  português e inglês", explica o mesmo comunicado. 

Ainda na CFP, às 18:00, atua o projeto Caixa de Pandora, que é constituído  por Rui Filipe, no piano, Cindy Gonçalves, no violino, e Sandra Martins,  no violoncelo, que apresenta um repertório próprio "que orbita entre os  ambientes de paisagens cinéfilas e a escultura sonora de estética contemporânea".

Em Abrantes, às 21:30, na Biblioteca Municipal António Botto, é apresentado  o livro de poesia "Canto Imperecível das Aves", de António Vilhena. 

O autor é vereador da Câmara de Coimbra e, segundo nota da edilidade  de Abrantes, "tem exercido cargos académicos ligados à sua área de formação,  a psicologia". 

O mesmo comunicado afirma que "é um livro intimista e autobiográfico,  mas também sobre o seu Alentejo, eterno lugar de espanto e novidade", citando  o texto do prefácio da obra assinado por Maria Vieira de Almeida. 

António Vilhena é licenciado em Psicologia, pela Faculdade de Ciências  da Educação de Coimbra, e tem sete livros publicados. 

 

Lusa

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

Cultura

Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .