sicnot

Perfil

Cultura

Douro Film Harvest presta tributo a João Botelho 

A quinta edição do Douro Film Harvest (DFH)  arranca a 14 de setembro com um orçamento de cerca de 100 mil euros, apresenta  24 filmes e presta tributo ao realizador duriense João Botelho, anunciou  hoje a organização. 

João Botelho

João Botelho

RICCARDO DE LUCA

O DFH é organizado e produzido pela Expanding World e quer dirigir os  holofotes para o Douro, que foi classificado pela UNESCO em 2001. 

Manuel Vaz, presidente do festival, disse à agência Lusa que o festival  arranca em Sabrosa no dia 14 com a apresentação do filme "Mondovino", seguido  de uma tertúlia com o realizador norte-americano Jonathan Nossiter. 

No mesmo dia, o DFH associa-se ao Festival das Aldeias Vinhateiras,  em Provesende, com a peça de teatro "O pecado da gula", que é interpretada  por Marcantonio Del Carlo. 

Na abertura do festival, será ainda prestado tributo ao realizador  duriense João Botelho, que por algumas vezes usou o Douro como palco ou  se inspirou neste território para os seus trabalhos. 

Em Sabrosa, será apresentado o documentário "A terra antes do céu" do  realizador dedicado a Miguel Torga, escritor que nasceu neste concelho.

Entre os seus trabalhos mais conhecidos destaca-se ainda o "Um Adeus  Português", primeiro filme português a explorar o tema da Guerra Colonial,  ou a sátira ao exercício do poder, "A Mulher Que Acreditava Ser Presidente  dos Estados Unidos". 

Este festival de cinema procura aliar a melhor seleção de filmes às  melhores colheitas de vinhos produzidos na mais antiga região demarcada  do mundo.  

Os filmes a concurso vão dividir-se em três secções, nomeadamente "Wine  Films", "Food Films" e "Curtas da Casa". 

Fora de competição existem as rubricas "A Nossa Colheita" e "Fora da  Carta". Em "A Nossa Colheita" será apresentada a curta-metragem "Mau Vinho",  a primeira realizada por Marcantonio del Carlo e produzida pelo DFH em parceria  com a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).  

O DFH apresenta 24 produções, todos estreias nacionais, algumas europeias  e uma mundial. 

Manuel Vaz referiu que o orçamento ainda está a ser preparado, mas que  deverá rondar os 100 mil euros de financiamento direto. O responsável referiu  que o festival sobrevive sem apoios estatais, por parte da cultura ou do  turismo e que a organização conta com o apoio de patrocinadores. 

O DFH termina no dia 21, no Porto. 

Lusa 

     

  • Inglaterra estreia-se com vitória suada frente à Tunísia

    Mundial 2018 / Tunísia

    A seleção inglesa estreou-se no Mundial 2018 com um triunfo sobre a Tunísia por 2-1, com o golo da vitória a ser apontado já para lá do minuto 90. O jogo foi referente à 1.ª jornada do grupo G. Veja aqui os golos e os lances que marcaram o encontro.

  • O melhor golo do 5.º dia de Mundial

    Desporto

    Numa escolha feita pelos jornalistas de desporto e do site da SIC Notícias, mostramos-lhe o melhor golo deste quinto dia de Mundial. Foi apontado por Dries Mertens, na vitória da Bélgica sobre o Panamá por 3-0.

  • Rui Patrício confirmado no Wolverhampton

    Desporto

    O Wolverhampton anunciou esta segunda-feira a contratação do guarda-redes Rui Patrício, depois da rescisão com o Sporting. O guarda-redes da seleção nacional assinou contrato com o clube inglês por quatro épocas.

    SIC

  • Novo treinador do Sporting diz que mulheres não estão preparadas para falar de futebol
    1:23
  • Salto de Cristiano Ronaldo inspira dança afro-beat

    Desporto

    Uma música humorística afro-beat, publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França.

  • Ronaldo no País dos Sovietes: As religiões praticadas na Rússia
    1:55
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Pai de Meghan Markle lamenta ser "nota de rodapé" no casamento real
    2:03
  • Quando as crianças fazem das suas... os pais é que pagam

    Mundo

    Quando as crianças fazem das suas, restam os pais para as castigar ou, em alguns casos, para sofrer as consequências desses atos. Quem o pode dizer é um casal norte-americano, que recebeu uma fatura de 132 mil dólares (cerca de 114 mil euros), depois de o filho ter derrubado uma estátua num centro comunitário.

    SIC