sicnot

Perfil

Cultura

Harrison Ford volta a protagonizar a sequela de "Blade Runner" 33 anos depois

O ator norte-americano Harrison Ford irá protagonizar a sequela do filme "Blade Runner - Perigo Eminente" (1982), um clássico da ficção científica, que vai contar com realização do canadiano Denis Villeneuve.

© Phil McCarten / Reuters

De acordo com a Alcon Entertainment, Harrison Ford, 72 anos, voltará a ser o detetive Rick Deckard, um papel que interpretou em 1982, no filme de Ridley Scott, ao lado de Rutger Hauer.


A rodagem da sequela só começará no verão de 2016 e sobre o argumento pouco se sabe. Apenas que a narrativa acontecerá, temporalmente, várias décadas depois dos acontecimentos passados em "Blade Runner", que tem como ponto de partida uma ideia de Ridley Scott.


Baseado numa obra de Philip K. Dick, "Do androids dream of electric sheep", "Blade Runner" é um filme de culto passado numa Los Angeles futurista, em 2019, com a civilização em decadência partilhada entre humanos e "replicantes", máquinas que são clones do ser humano. 


Denis Villeneuve, que terminou recentemente a rodagem de "Sicario", com Emily Blunt, Josh Brolin e Benicio Del Toro, é autor do filme "O homem duplicado", adaptação para cinema do romance homónimo de José Saramago.


Harrison Ford terminou recentemente a rodagem do filme "The force Awakens", da saga "Guerra das Estrelas", no papel de Han Solo.


Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.