sicnot

Perfil

Cultura

Melody Gardot atua a 29 de julho no Festival Cooljazz em Oeiras

A cantora e compositora norte-americana Melody Gardot atua no dia 29 de julho, nos Jardins do Marquês de Pombal, em Oeiras, no âmbito do 12.º Festival CoolJazz, foi hoje divulgado.

© Valentin Flauraud / Reuters

Em comunicado, o Festival aponta Melody Gardot, como "uma das mais consagradas artistas do jazz contemporâneo, dona de uma voz cristalina e inconfundível".

No palco dos Jardins do Marquês de Pombal, em Oeiras, Gardot irá trazer os temas do seu novo trabalho, a ser lançado ainda este semestre, mas também alguns dos temas dos seus álbuns anteriores, segundo a mesma fonte.

Melody Gardot dedicou-se à música como forma de terapia, depois de um grave acidente que lhe deixou diversas sequelas.

Cantora e compositora de jazz, Melody Gardot é "influenciada pelos blues e jazz de Janis Joplin, Miles Davis, Duke Ellington e George Gershwin, entre outros", refere a organização.

"A música de Melody Gardot distingue-se pela especial ligeireza e suavidade impregnadas nas suas composições, consequência da elevada sensibilidade com que o seu corpo reagiu durante a recuperação, e que marca o tom dos seus espetáculos", atesta a mesma fonte.

Segundo o Festival, a artista, de 30 anos, nascida na Nova Jérsia, "é uma apaixonada por Lisboa e, neste regresso aos palcos portugueses, traz vários temas do seu reportório, entre eles alguns dos temas do seu álbum 'The Absence', de 2012, que inclui as canções 'Lisboa' e 'Amália', esta, que nada tem que ver com Amália Rodrigues, mas com um pássaro de asas partidas que um dia pousou ao pé de Melody, em Lisboa".

Melody Gardot junta-se a Lionel Richie, que canta no edpcooljazz no dia 30 de julho, no Parque dos Poetas, Chick Corea & Herbie Hancock, que atuam no dia 19 julho, nos Jardins do Marquês de Pombal, e a Mark Knopfler, que se apresenta no dia 28 de julho, no Parque dos Poetas.

As doze edições deste festival contam "mais de 120 concertos, juntando mais 275.000 pessoas", segundo a mesma fonte.


Lusa
  • Roger Moore, o ator que foi 007 e um Santo
    1:26

    Cultura

    Morreu Roger Moore. O ator britânico tinha 89 anos e morreu na Suíça, vítima de cancro. Ficou conhecido pelo mítico papel de James Bond entre os anos 70 e 80, tendo sido o ator que mais tempo se manteve no papel. Em 2003, foi condecorado pela rainha Isabel II e tornou-se Sir Roger Moore.

  • Ucrânia limita utilização do russo na televisão

    Mundo

    O Parlamento da Ucrânia aprovou esta terça-feira uma lei que determina que três quartos dos programas televisivos dos canais nacionais devem ser transmitidos em ucraniano, medida que visa limitar o uso da língua russa naquele país.