sicnot

Perfil

Cultura

Festival de cinema Festróia 2015 cancelado por falta de verbas

Ao fim de 30 anos, o Festróia - Festival Internacional de Cinema de Setúbal cancelou a edição de 2015 por falta de verbas, explicou à agência Lusa a diretora, Fernanda Silva.

festroia.pt

"Não temos verbas suficientes para fazer um festival digno. Até aqui fomos conseguindo, mas agora não. Perdemos o apoio de fundos europeus, da Europa Criativa", afirmou a diretora do festival.

O Festróia, um dos mais antigos festivais portugueses de cinema e o mais importante da região de Setúbal, deveria cumprir a 31ª edição na primeira semana de junho, mas a direção decidiu-se pelo cancelamento, por só ter cerca de metade dos 200.000 euros necessários à concretização.

Segundo Fernanda Silva, estavam assegurados apoios financeiros por parte da autarquia de Setúbal e do Instituto do Cinema e Audiovisual, a par de apoios pontuais de outras entidades da região, mas "de apoio privados o festival teve zero".

"Setúbal é uma região pobre, passa por dificuldades e a cultura também começa a levar pancada nesta zona. Dei o meu melhor e estarei por aqui, mas infelizmente é assim", lamentou a diretora do Festróia.

Fernanda Silva disse que "os apoios europeus também sofreram cortes e estão cada vez mais dificultados. São apoiados menos festivais portugueses e o Festróia que recebia sempre o apoio máximo [75.000 euros], desta vez não teve apoio. Não se percebe".

Em 2014, no Festróia, o Golfinho de Ouro foi atribuído ao filme "As crianças do sacerdote", de Vinko Bresan (Croácia/Sérvia), tendo ainda sido homenageado o produtor português Paulo Branco.

O realizador Hans Petter Moland conquistou o Golfinho de Prata de melhor realizador, pelo filme "Em ordem de desaparecimento", da Noruega.

Durante dez dias, o festival exibiu quase duzentos filmes e dedicou parte da programação ao cinema alemão.

Habitualmente, a programação contemplava ainda primeiras obras, cinema para os mais novos e uma secção dedicada ao "Homem e a natureza".

O festival Festróia, que atribuia anualmente o prémio Golfinho de Ouro, teve a primeira edição em 1985.



Lusa
  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.