sicnot

Perfil

Cultura

Dead Combo iniciam sexta-feira primeira digressão pelos Estados Unidos e Canadá

Os portugueses Dead Combo iniciam na sexta-feira, no Alhambra Theater, em Portland, a primeira digressão pelos Estados Unidos e Canadá.

Dead Combo

Dead Combo

"Vamos tocar mais coisas do último álbum ["A bunch of meninos"], mas também vamos picar um bocadinho de tudo. E vamos levar algumas coisas de cenário", explicou à agência Lusa o contrabaixista Pedro Gonçalves.

Um ano depois de terem editado "A bunch of meninos", os Dead Combo farão quatro datas nos Estados Unidos e quatro no Canadá, em salas de diferentes dimensões e que acolhem artistas de vários estilos. 

Na sexta-feira, Tó Trips e Pedro Gonçalves apresentam-se no Alhambra Theater, em Portland, e, no sábado, no Triple Door, em Seattle. No domingo já estarão no Canadá, para uma atuação em Vancouver.

Com o duo viajarão apenas dois técnicos, reduzindo a equipa ao essencial, por razões de custos. "E mesmo assim perdemos dinheiro".

Nesta digressão, os Dead Combo são apresentados como um grupo português que convoca a alma do fado, e que denota influências de Ennio Morricone e Nick Cave, na criação de uma música instrumental, atmosférica e cinematográfica.

Até 15 de março, os Dead Combo estarão ainda Montreal, Quebec, Nova Iorque e New Jersey.

O contrabaixista Pedro Gonçalves, vindo do jazz, e o guitarrista Tó Trips, do universo do rock, juntaram-se no começo do século para formar os Dead Combo, assumindo duas personagens - um cangalheiro e um "gangster" - que interpretam temas nos quais ecoam os blues, o rock, a música portuguesa e a música africana.

No ano passado editaram "A bunch of meninos", quinto álbum de originais, e fizeram digressões pela Rússia, França, Espanha e Noruega, além de um périplo pelo país, que contou com duas atuações no Coliseu de Lisboa e no Teatro Rivoli, do Porto.

O grupo assinou ainda os álbuns "vol. 1" (2004), "Vol. 2 - Quando a alma não é pequena" (2006), "Lusitânia Playboys" (2008) e "Lisboa Mulata" (2011).

A projeção internacional dos Dead Combo contou, em 2012, com a ajuda do programa televisivo "No Reservations", de Anthony Bourdain, num episódio feito em Lisboa, no qual participaram os dois músicos.

Depois da exibição do episódio, os discos dos Dead Combo estiveram entre os mais vendidos no iTunes, nos Estados Unidos.

A discografia dos Dead Combo está disponível no mercado norte-americano, em digital, mas em formato físico não está disponível.



Lusa
  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.