sicnot

Perfil

Cultura

Festival Músicas do Mundo de Sines mostra em julho nova música da América Latina

A orquestra colombiana La 33, a cantora argentina Soema Montenegro, a MC chilena Ana Tijoux e os mexicanos Troker, nomes da música contemporânea da América Latina, estreiam-se em julho no Festival Músicas do Mundo de Sines (FMM Sines).

CM Sines

De acordo com a organização, o festival dará destaque a "uma nova geração de compositores e intérpretes" da América Latina, seguindo uma linha programática de edições anteriores, a pensar também naquelas latitudes.

Àqueles quatro nomes, todos em estreia em Portugal, o FMM acolherá ainda o regresso do músico e produtor argentino Pedro Canale, que assina como Chancha Vía Circuito. O festival decorrerá em Sines e e Porto Covo entre os dias 17 e 25 de julho.

Com mais de uma década de existência, quatro álbuns e quase mil concertos em todo o mundo, a orquestra LA 33 é considerada, segundo a organização, uma das formações de salsa mais importantes da Colômbia. Formada pelos irmãos Sergio e Santiago Mejía, a orquestra resulta de um cruzamento de afinidades distintas de músicos oriundos da salsa, do rock, do jazz e do reggae. 

Do Chile apresenta-se a MC Ana Tijoux, que se apresenta em nome próprio em Sines depois e ter passado pelo grupo hip hop Makiza. Absorvendo influências da música dos Andes, jazz e funk, a artista editou em 2014 o álbum "Vengo" e venceu um Grammy Latino com uma colaboração com o músico Jorge Drexler.

Soema Montenegro, cantora, compositora e instrumentista, nasceu na Argentina, cofundou o trio de improvisação vocal Adivina e editou em 2008 o primeiro álbum a solo, "Uno Una Uno". Em Sines apresentar-se-á com quatro músicos da banda El Conjuro e com as canções de "Ave del Cielo" (2014), inspirado no canto e no voo das aves. 

Também em estreia estará o sexteto mexicano Troker, formado em 2003 em Guadalajara. "Na sua música de veia experimental fundem-se os universos do jazz, do rock progressivo, do funk, do hip hop e das músicas mexicanas de raiz tradicional", descreve a organização.

De regresso está o produtor e DJ argentino Pedro Canale, um dos nomes da cena eletrónica de Buenos Aires, que se apresenta como Chancha Vía Circuito e que editou em 2014 o álbum "Amansara". 

O FMM de Sines já tinha anunciado a presença de seis nomes da música africana, entre os quais Dele Sosimi Afrobeat Orchestra, Ibibio Sound Machine e Toumani & Sidiki Diabaté.

O FMM é organizado pela autarquia de Sines e tem direção artística de Carlos Seixas.

Lusa
  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22