sicnot

Perfil

Cultura

Arquiteto alemão Frei Otto, que morreu segunda-feira, distinguido com Prémio Pritzker

O arquiteto alemão Frei Otto, que morreu segunda-feira na Alemanha, venceu o Prémio Pritzker de Arquitetura, anunciou esta terça-feira em comunicado Tom Pritzker, presidente da Fundação Hyatt, que patrocina o galardão.

"O nosso júri foi claro: na sua opinião, a carreira de Frei Otto é um modelo para gerações de arquitetos e o seu impacto sentiu-se e vai continuar a sentir-se", afirmou Tom Pritzker. (Arquivo)

"O nosso júri foi claro: na sua opinião, a carreira de Frei Otto é um modelo para gerações de arquitetos e o seu impacto sentiu-se e vai continuar a sentir-se", afirmou Tom Pritzker. (Arquivo)

SHIZUO KAMBAYASHI / AP

"O nosso júri foi claro: na sua opinião, a carreira de Frei Otto é um modelo para gerações de arquitetos e o seu impacto sentiu-se e vai continuar a sentir-se", afirmou Tom Pritzker.

"A notícia da sua morte é muito triste, sem precedentes na história do prémio", disse Tom Pritzker, salientando que o arquiteto soube que ganhou o prémio antes de morrer.

Frei Otto foi o quadragésimo laureado com o Prémio Pritzker, conhecido como o Óscar da Arquitetura, e o segundo alemão a conquistá-lo.

O arquiteto foi informado de que tinha ganhado o prémio no início do ano.

"Estou tão contente por receber o Prémio Pritzker e agradeço ao júri e à família Pritzker. Nunca fiz nada para ganhar este prémio", afirmou Frei Otto na altura que soube ter conquistado o mais alto galardão para a arquitetura mundial.

"O meu projeto arquitetónico foi para construir novos tipos de edifícios para ajudar as pessoas pobres na sequência de catástrofes naturais e desastres. O que pode ser melhor para mim do que ganhar este prémio. Vou usar o tempo que me resta para continuar a fazer o que tenho feito, que é ajudar a humanidade. Têm aqui um homem feliz", acrescentou no comunicado.

Frei Otto praticava uma abordagem holística e de colaboração na arquitetura, trabalhando com ambientalista, biólogos, engenheiros, filósofos, historiadores, naturalistas, artistas e arquitetos.

Distinto professor e autor, Frei Otto foi pioneiro na utilização de tendas em estruturas. Acreditava num uso eficiente e responsável dos materiais arquitetónicos que deveriam ter o mínimo impacto ambiental.

Um dos seus trabalhos mais conhecidos são as coberturas das instalações desportivas no Parque Olímpico de Munique e pelo seu trabalho no Médio Oriente.
Lusa
  • Coreia do Norte foi "isolada à força"

    Mundo

    O empresário espanhol León Smit, que organiza visitas à Coreia do Norte, diz que o país foi "isolado à força", sendo "muito difícil" estabelecer relações comerciais com Pyongyang, sob o regime de Kim Jong-un.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite