sicnot

Perfil

Cultura

Prémio Vasco Graça Moura de cidadania cultural tem o valor de 40.000 euros

O Grupo Estoril-Sol anunciou hoje que o Prémio Vasco Graça Moura, instituído este ano, tem o valor de 40.000 euros, e que o Prémio Revelação Literária Agustina Bessa-Luís vai duplicar o valor pecuniário, para 10.000 euros.

JOSE COELHO

O Prémio Vasco Graça Moura, uma homenagem ao poeta, escritor e ensaísta falecido em abril do ano passado, que presidiu ao júri dos prémios literários Fernando Namora e Agustina Bessa-Luís, tem "uma natureza muito abrangente, e é vocacionado para distinguir a cidadania cultural", afirma a Estoril-Sol em comunicado.

O galardão terá uma periodicidade anual, no valor de 40.000 euros, e "estabelece uma nova parceria da Estoril-Sol com a Editora Babel", segundo a mesma fonte, sem adiantar pormenores.

O Prémio Revelação Agustina Bessa-Luís, cujo valor pecuniário passou de 5.000 para 10.000 euros, foi criado em 2008, no âmbito das comemorações do 50.º aniversário da Estoril-Sol, e "propõe-se distinguir, anualmente, um romance inédito de autor português, sem qualquer obra publicada no género e com idade não superior a 35 anos".

No ano passado, tal como aconteceu na primeira edição, o galardão não foi entregue, dada a "falta de qualidade das obras apresentadas", conforme ficou exarado em ata pelo júri. Além do valor pecuniário, a obra vencedora é publicada pela editora Gradiva.

Paula Cristina Torres Rodrigues, com o romance "Horizonte e Mar", foi a mais recente vencedora deste galardão, em 2013, tendo a obra sido publicada no ano passado.

O grupo, no mesmo comunicado, afirma que volta a instituir, este ano, o Prémio Literário Fernando Namora, destinado a romances publicados no ano transato, e com o valor pecuniário de 15.000 euros. 

Bruno Vieira do Amaral, com o romance "As Primeiras Coisas", foi o vencedor deste galardão, em 2014.

O júri dos prémios literários é presidido por Guilherme d'Oliveira Martins, em representação do Centro Nacional de Cultura, e integra ainda José Manuel Mendes, pela Associação Portuguesa de Escritores, Manuel Frias Martins, pela Associação Portuguesa de Críticos Literários, Maria Carlos Loureiro, pela Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, Maria Alzira Seixo, Liberto Cruz e João Lobo Antunes, convidados a título individual e ainda Nuno Lima de Carvalho e Dinis de Abreu, pela Estoril-Sol.

Lusa
  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.