sicnot

Perfil

Cultura

Sophia, Cesário e Pessoa homenageados no Dia Mundial da Poesia

Os poetas Fernando Pessoa, Cesário Verde e Sophia de Mello Breyner Andresen vão ser homenageados nas comemorações do Dia Mundial da Poesia, que vão decorrer no próximo sábado, dia 21, no Porto e em Lisboa.

Sophia a trabalhar em casa, na Travessa das Mónicas, em Lisboa

Sophia a trabalhar em casa, na Travessa das Mónicas, em Lisboa

O Teatro Nacional D.ª Maria II, em Lisboa, organiza, na data, 21 de março, uma declamação de poemas de Fernando Pessoa, Almada Negreiros e Mário de Sá-Carneiro, três dos fundadores e principais autores da "Orpheu", revista do modernismo português, que completa cem anos.

A sessão está integrada no projeto Orpheu 100, do teatro nacional, que assinala o lançamento da revista, em março de 1915, e a edição de "A confissão de Lúcio", de Mário de Sá-Carneiro.

O programa conta com a atriz Paula Mora, que declama o "Manifesto Anti-Dantas", texto satírico de Almada Negreiros, e José Neves, que apresenta "Um rádio por Pessoa", a partir de "O Guardador de Rebanhos", de Alberto Caeiro, um dos heterónimos do poeta.

O ator João Grosso, por seu lado, declama "Manucure", de Mário de Sá-Carneiro, num "fôlego futurista de recital, concerto e plástica sonora", como se lê na apresentação do programa do Teatro D.ª Maria.

No Porto, Pessoa e os seus heterónimos também protagonizam a proposta do Teatro Sá da Bandeira, mas no dia 23, com o espetáculo "A Minha Pátria é a Língua Portuguesa".

A Casa Fernando Pessoa, em Lisboa, organiza uma feira do livro, que vai até domingo, 22 de março, nas suas instalações e no Jardim da Parada, em Campo de Ourique.

No mesmo bairro, os grupos CampOvivo e Oficina de Teatro da Universidade Sénior vão declamar, nos cafés, à hora de almoço e ao lanche, poemas de Fernando Pessoa, Cesário Verde, Alexandre O'Neill e Sophia de Mello Breyner Andresen.

A poetisa vai ser homenageada no Porto, sábado, Dia Mundial da Poesia, com o programa "Poesia em Sophia", que se realiza nos jardins do Palácio de Cristal, e com um espetáculo no auditório da Biblioteca Almeida Garrett, que recupera a sua obra para crianças e vai contar com a participação da comunidade escolar. 

Resultado da parceria entre a Fundação Inatel e a Câmara Municipal do Porto, a iniciativa engloba representações teatrais, sessões de música e mostras de artes plásticas, inspiradas na obra da escritora.

Em Lisboa, o Centro Cultural de Belém (CCB) abre o Dia Mundial da Poesia com uma palestra do investigador Fernando Cabral Martins, sobre a vida e obra do poeta português Cesário Verde. Os poemas de Cesário serão declamados por diversos convidados, numa maratona de leitura. 

O CCB realiza ainda uma feira do livro, particularmente dedicada à poesia, e o espetáculo musical "De Lisboa para o Mundo", pela Lisbon Poetry Orchestra. 

Os prémios do concurso "Faça Lá um Poema", organizado em parceria com Plano Nacional de Leitura, também serão entregues durante a jornada do CCB dedicada à poesia.

Da parceria com a Casa da América Latina, o CCB acolhe, na sala Almeida Negreiros, a 4.ª Festa da Poesia Latino-Americana, com a evocação de obras dos poetas Pablo Neruda, Vinicius de Moraes, Manoel de Barros, Octávio Paz e Ernesto Cardenal, entre outros.

No Dia Mundial da Poesia, a Chiado Editora apresenta o Volume 21 da antologia "Entre o Sono e o Sonho", no Casino de Lisboa, com os atores Custódia Gallego e Carlos M. Cunha. Este volume reúne mais de 700 dos 1500 autores da obra de homenagem à poesia portuguesa.

A pretexto da data, a Assírio e Alvim, que se afirmou em particular com o catálogo de poesia, retoma a publicação do "Anuário de poesia de autores não publicados", cerca de 30 anos após a edição original, e reedita "Rosto Precário" e "Matéria Solar", de Eugénio de Andrade.

Lusa



  • Braga perde com Shakhtar e fica fora dos 16 avos de final da Liga Europa
    3:16
  • Ronaldo não está preocupado com repercussões de eventual fuga fiscal
    1:30

    Football Leaks

    Cristiano Ronaldo diz que quem não deve não teme. O avançado português não se mostra preocupado com as notícias que revelam que o jogador não terá declarado os rendimentos da publicidade ao fisco espanhol. Fontes do Ministério das Finanças do país vizinho confirmaram ao jornal El Mundo que o português está a ser investigado há ano e meio.

  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.