sicnot

Perfil

Cultura

ONU divulga lista de músicas para assinalar o Dia Internacional da Felicidade

As Nações Unidas divulgaram hoje um conjunto de músicas que respondem à pergunta sobre como soa a felicidade, para assinalar o Dia Internacional da Felicidade.

© Reuters Photographer / Reuter

A lista, elaborada com base na sugestão de cidadãos e de várias celebridades, que pode ser ouvida gratuitamente na Internet, inclui temas de cantores como James Brown, Coldplay, Pau Casals, Louis Armstrong, Bob Marley, Michael Jackson ou Pharrel Williams.

Segundo o secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, o objetivo da iniciativa é utilizar a "linguagem universal da música para manifestar solidariedade para com milhões de pessoas que sofrem no mundo".

"Alcançar a felicidade é algo muito sério", sublinhou Ban Ki-Moon na mensagem divulgada por ocasião do Dia Internacional da Felicidade, que se celebra hoje pela terceira vez desde 28 junho de 2012, quando foi estabelecido pela Assembleia-Geral da ONU.

"Paz, prosperidade e vidas dignas para todos é o que procuramos. Queremos que todos os homens, mulheres e crianças usufruam dos direitos humanos e que todos os países conheçam a paz", acrescentou o secretário-geral da ONU.

Este ano, o Dia Internacional da Felicidade fica marcado por guerras que provocaram números recorde de refugiados e deslocados internos.

Apesar de a felicidade ser muito complicada de quantificar, há zonas no mundo onde a população vive com maior satisfação do que outras, e à frente de todas está a América Latina.

Segundo um estudo divulgado esta semana pela consultora norte-americana Gallup de pesquisa de mercado, os dez países com mais emoções positivas encontram-se na América Latina. 

A lista é liderada pelo Paraguai, seguido da Colômbia, Equador, Guatemala, Honduras, Panamá, Venezuela, Costa Rica, El Salvador e Nicarágua.

No extremo oposto da lista estão o Sudão, Tunísia, Bangladesh, Sérvia e Turquia.

Lusa
  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa para receber dois beijos. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.