sicnot

Perfil

Cultura

Novo Museu dos Coches é “um marco na arquitetura portuguesa”

Novo Museu dos Coches é “um marco na arquitetura portuguesa”

Começou esta manhã a transferência de coches, do antigo para o novo Museu, em Belém. O primeiro veículo transferido esta manhã foi o “landau”, o coche em que foi morto o Rei D. Carlos e o filho Luís Filipe, em 1908. Já foram transferidas algumas peças em reserva: fardamentos, selas e arreios.As obras de arte vão ser reenquadradas no novo edifício. O director-geral do Património Cultural, Vassalo e Silva, sublinha que o novo Museu dos Coches é também "um marco na arquitectura portuguesa".

O novo Museu dos Coches abre oficialmente a 23 de maio. O edifício já está pronto desde o final de 2012. Por uma questão de contenção de custos, o secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, decidiu mantê-lo fechado. 

  • Novo Museu dos Coches pronto mas continua fechado
    12:44

    Cultura

    Em Lisboa, o novo Museu dos Coches só vai ser inaugurado em 2015. É a data mais recente avançada pelo Governo para a abertura do espaço, que se viu envolvido em polémica desde o primeiro momento. As obras de construção já terminaram no ano passado, mas o Executivo não quer abrir as portas enquanto não estiverem garantidas as receitas que vão pagar as despesas de funcionamento. Até lá, o museu vai continuar encerrado.

  • Fogo em Setúbal dominado
    2:31

    País

    O incêndio que deflagrou na terça-feira em Setúbal está dominado. As chamas chegaram a ameaçar as casas, o que obrigou à retirada de cerca de 500 pessoas das habitações, como medida de precaução. Também o Hotel do Sado teve de ser evacuado.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.