sicnot

Perfil

Cultura

"Quando foram os anos 80?", ciclo de música, cinema e debate em Lisboa

Sessões de música comentada, uma maratona de programas de televisão, um passeio por Lisboa e um debate ajudam a mapear uma época histórica recente - a década de 1980 -, num ciclo que tem início na sexta-feira, em Lisboa.

whenwerethe1980s.com

"Quando foram os anos 80?" é o que pergunta o Instituto de História Contemporânea, organizador deste ciclo: "Trata-se de abordar um período histórico por via de uma série de iniciativas em que se procura tanto mapear o que neste campo tem vindo a ser feito, quanto abri-lo a estudos futuros".

 

É um tempo em que Aníbal Cavaco Silva foi primeiro-ministro, Portugal aderiu à Comunidade Económica Europeia, caiu o muro de Berlim, deu-se um novo impulso ao rock português - e em português -, Madonna cantava "Like a virgin" e Ana Salazar era sinónimo de vanguarda na moda portuguesa.

 

Os anos 1980 foram há 35 anos e, sendo um tempo recente, "é sempre difícil perceber quando já passou tempo suficiente para começar a fazer a história de um período". Tornam-se "num objeto simultaneamente problemático e desafiante para os historiadores", defende a organização.

 

O MUDE - Museu do Design e da Moda acolherá, nos dias 16 e 17, o colóquio central deste ciclo, que abre com o tema "Cavaquismo e Tatcherismo" e que abordará ainda, por exemplo, a política do livro e da leitura do Círculo de Leitores, a criação da primeira associação portuguesa de defesa dos direitos dos animais, a arquitetura e o urbanismo,

 

Para pensar sobre os anos 1980, sobretudo sobre o que se passou em Portugal, o ciclo contará ainda com uma sessão de música comentada - sobre tendências e movimentos daquela década -, esta sexta-feira, na Galeria Zé dos Bois, com a participação do guitarrista Tó Trips, da cantora Anabela Duarte, do crítico Rui Miguel Abreu e da radialista Ana Ferrão.

 

Haverá uma maratona dedicada às emissões de televisão nos anos 1980, no próximo fim de semana, no espaço Atelier Real (Poço dos Negros). No dia 19, o arquiteto Manuel Graça Dias fará um passeio arquitetónico por Lisboa, passando por alguns espaços emblemáticos que perduram desde os anos 1980.

 

No Museu do Fado é dada uma perspetiva internacional da década, sobretudo do ponto de vista cultural, com a participação da confederação de museus L'Internacionale.

 

O ciclo é uma iniciativa do Instituto de História Contemporânea, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, da Universidade Nova de Lisboa, com comissão científica de Ana Bigotte Vieira, Érica Faleiro Rodrigues, Giulia Bonali, Luís Trindade, Marcos Cardão e Tiago Monteiro.

 

Toda a programação pode ser consultada em whenwerethe1980s.com.

 

 

Lusa

 

 

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.