sicnot

Perfil

Cultura

Morreu Günter Grass, Prémio Nobel da Literatura

Morreu Günter Grass, o Nobel da Literatura de 1999. O escritor alemão morreu esta manhã, numa clínica, em Lubeck, na Alemanha, aos 87 anos.A notícia foi confirmada pela editora Steidl, que não avança as causas da morte.

© Susana Vera / Reuters

Homem de esquerda, Günter Grass era conhecido por assumir posições polémicas, como criticar a intervenção norte americana no Iraque ou, mais recentemente, a postura da Alemanha face à crise na Grécia.

Era considerado uma espécie de "consciência moral" da Alemanha mas, em 2006, surpreendeu o mundo ao assumir, numa autobiografia, que tinha pertencido às Waffen-SS, uma unidade de elite da Alemanha nazi.

O escritor e artista plástico tinha uma forte relação com Portugal. Era proprietário de uma casa na zona de Portimão e expunha regularmente no Centro Cultural de São Lourenço, em Almancil
  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa. A Direção-Geral de Saúde vai divulgar ainda esta terça-feira as normas de orientação clínica para que os médicos possam lidar da melhor maneira com este surto.

  • Bruno de Carvalho e Octávio Machado suspensos

    Desporto

    O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, e o diretor-geral para o futebol, Octávio Machado, foram esta terça-feira suspensos pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, na sequência de uma queixa apresentada pelo Benfica em novembro de 2015.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Corredora exausta é levada ao colo até à meta na meia maratona do amor
    1:06

    Mundo

    Aconteceu este domingo em Filadélfia, EUA. A poucos metros da meta uma corredora exausta é amparada por dois colegas. Mas o cansaço é tanto que fica sem força nas pernas. É quando aparece a terceira ajuda. Um homem volta para trás e leva-a no colo até à meta. A centímetros do fim larga-a para que a corredora possa atravessar a meta pelo seu próprio pé.

    Patrícia Almeida

  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho