sicnot

Perfil

Cultura

Obras fecham Castelo de Guimarães dois dias por semana até fim de maio

O Castelo de Guimarães vai estar fechado dois dias por semana até finais de maio por questões de segurança devido às obras para dotar o monumento de melhores condições de acessibilidade e segurança.

Castelo de Guimarães

Castelo de Guimarães

Em comunicado enviado à agência Lusa, a autarquia explica que aquele que foi o monumento mais visitado a Norte de Portugal em 2014 estará de portas fechadas nos dias 22 e 23 (uma quarta e uma quinta-feira), e às segundas e terças-feiras até final de maio (dias 27 e 28 de abril e 04, 05, 11, 12, 18 e 19 de maio). Acresce que na última semana de maio, o castelo encerará quatro dias: segunda, 25, quarta, 27, quinta, 28, e sexta-feira, 29.

Além de dotar o castelo de melhores condições de acessibilidade e segurança, a intervenção, a cargo da Direção Regional de Cultura do Norte e financiada pelo QREN, no âmbito do ON.2 - O Novo Norte, vai ainda instalar "uma nova área de receção aos visitantes, estando, de igual modo, a ser concebida e produzida uma nova exposição permanente a colocar na imponente torre de menagem", adianta a autarquia.

A intervenção naquele monumento nacional representa um investimento global de 430 mil euros, sendo esta a primeira fase de uma projeto mais amplo a realizar até junho.

A construção daquele castelo remonta ao século X, sob ordem da Condessa Mumadona, para defesa do mosteiro de Guimarães, tendo sido alvo de várias intervenções e diferentes épocas.

O aspeto atual do monumento foi fortemente marcado pelas obras de recuperação feitas nos anos 40 do século XX, levadas a cabo no ambiente das comemorações do "Duplo Centenário da Formação da Nacionalidade e da Restauração (1140-1640-1940)".

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.