sicnot

Perfil

Cultura

Obras fecham Castelo de Guimarães dois dias por semana até fim de maio

O Castelo de Guimarães vai estar fechado dois dias por semana até finais de maio por questões de segurança devido às obras para dotar o monumento de melhores condições de acessibilidade e segurança.

Castelo de Guimarães

Castelo de Guimarães

Em comunicado enviado à agência Lusa, a autarquia explica que aquele que foi o monumento mais visitado a Norte de Portugal em 2014 estará de portas fechadas nos dias 22 e 23 (uma quarta e uma quinta-feira), e às segundas e terças-feiras até final de maio (dias 27 e 28 de abril e 04, 05, 11, 12, 18 e 19 de maio). Acresce que na última semana de maio, o castelo encerará quatro dias: segunda, 25, quarta, 27, quinta, 28, e sexta-feira, 29.

Além de dotar o castelo de melhores condições de acessibilidade e segurança, a intervenção, a cargo da Direção Regional de Cultura do Norte e financiada pelo QREN, no âmbito do ON.2 - O Novo Norte, vai ainda instalar "uma nova área de receção aos visitantes, estando, de igual modo, a ser concebida e produzida uma nova exposição permanente a colocar na imponente torre de menagem", adianta a autarquia.

A intervenção naquele monumento nacional representa um investimento global de 430 mil euros, sendo esta a primeira fase de uma projeto mais amplo a realizar até junho.

A construção daquele castelo remonta ao século X, sob ordem da Condessa Mumadona, para defesa do mosteiro de Guimarães, tendo sido alvo de várias intervenções e diferentes épocas.

O aspeto atual do monumento foi fortemente marcado pelas obras de recuperação feitas nos anos 40 do século XX, levadas a cabo no ambiente das comemorações do "Duplo Centenário da Formação da Nacionalidade e da Restauração (1140-1640-1940)".

  • Celebridades protestam contra Donald Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por um avalanche em Itália
    1:44
  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida