sicnot

Perfil

Cultura

Festival IndieLisboa vai recordar o cinema de Manoel de Oliveira

O Festival de Cinema IndieLisboa, que começa no dia 23, irá homenagear o realizador Manoel de Oliveira com os filmes "O estranho caso de Angélica" e "A Caça", incluindo ainda "Les gans blancs", de Louise Traon, sobre colaboradora do cineasta.

Indielisboa

Manoel de Oliveira, que morreu a 02 de abril aos 106 anos, foi "um dos maiores exemplos de independência artística: um realizador livre, contra as correntes, sempre fiel à reinvenção da forma cinematográfica", afirmou hoje a direção do IndieLisboa.

Para recordar o legado do cinema de Manoel de Oliveira, a organização apresentará em Lisboa - e pela primeira vez no Porto - o documentário "Les gants blancs", da realizadora francesa Louise Traon. No dia 30 na Cinemateca e a 02 de maio no Rivoli.

Naquele filme, a realizadora, que estará em Portugal, aborda o trabalho da mãe, Valérie Loiseleux, que foi montadora de várias obras de Manoel de Oliveira, nomeadamente "Vale Abraão", "O Convento", "Espelho Mágico" e o mais recente "O Gebo e a Sombra".

"Les gants blancs" será exibido juntamente com "O Estranho Caso de Angélica". 

No final do IndieLisboa, a cerimónia de entrega de prémios será precedida do filme "A Caça", curta-metragem de Manoel de Oliveira, de 1963, "para que o espírito de um cinema livre acompanhe os novos talentos premiados no festival".

A 12.ª edição do Festival Internacional de Cinema Independente de Lisboa decorrerá de 23 de abril a 03 de maio.


Lusa
  • IndieLisboa chega dia 23 de abril e traz Capitão Falcão
    2:10

    Cultura

    O IndieLisboa começa dia 23 de abril e decorre até 3 de maio. A décima segunda edição do Festival Internacional de Cinema Independente tem novas secções, exibe 260 filmes e começa com uma história portuguesa. Um super heroi português no tempo do Estado Novo, Capitão Falcão partilha o nome com o filme que marca a abertura da 12ª edição do IndieLisboa.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.