sicnot

Perfil

Cultura

Música, exposições e cortes de cabelo nos 100 anos do Theatro Circo em Braga

A 21 de abril o Theatro Circo, em Braga, celebra 100 anos de portas abertas, feito que será festejado sob o lema "100 anos não são 100 dias" com música, exposições, cinema, poesia e até cortes de cabelo.

Theatro Circo

Por aquela que é apelidada a "mais bonita" sala de espetáculos do Minho vão passar referências nacionais, internacionais e bracarenses como Rodrigo Leão, Camané, Cati Freitas, Jay-Jay Johnason, Sara Braga Simões, entre outros.

Apresentada hoje a programação que vai celebrar o centenário do Theatro Circo, o destaque foi, além do vasto e "eclético" cartaz, para o "grande feito" de reunir um grupo de mecenas, representativo do tecido empresarial bracarense, que no total contribuiu com cerca de 100 mil euros para a festa.

"Pensamos convidar pessoas com ligação a Braga, que fossem criadores de Braga e tivemos a preocupação de que a programação ocupasse todos os espaços do Theatro Circo", explicou o programador do espaço, Paulo Brandão.

É neste contexto que se enquadra um dos momentos mais originais da programação, transformar a Sala de Fumo do Theatro numa "barbearia vintage", por uma tarde.

"Convidámos o cabeleireiro bracarense, e também músico, Pedro Remy a fazer "O Corte do século", a representar a arte de cortar cabelos. Remy vai, gratuitamente, cortar cabelos, "àqueles que se atreverem", a 24 de abril.

Para contar a história do Theatro Circo, a exposição "O Século do Theatro", a inaugurar a 21 de abril, que irá "reconstruir alguns mitos à volta" do edifício.

"A Amália Rodrigues foi, por exemplo, uma figura que esteve muitas vezes nesta casa e, em exposição vamos ter a notícia que salienta o facto de ela estar prestes a partir para os EUA, isto em 1955, em plena ditadura, pelo que seria uma oportunidade única de verem a Amália antes que ela fugisse para os EUA", exemplificou Paulo Brandão.  

Assim, além das tesouradas de Remy e da exposição sobre a história do Theatro, a programação oferece, a abrir as festividades, Rodrigo Leão (21 de abril), que contará em palco com a bracarense Dora Rodrigues, um momento de ópera, a cargo de Sara Braga Simões (25 de abril) e ainda um espetáculo dos bracarenses 'At Freddy's House' (sexta-feira, 24 de abril), entre outros nomes e momentos.

E porque a cultura, e a festa, precisam de ser financiadas, na apresentação das festividades do centenário da "sala de espetáculos" do Minho, foi ainda salientado a importância do mecenato, "votos de confiança", na construção do cartaz do Thatro Circo, assumido por seis empresas bracarenses.

"Um importante contributo para a programação deste ano de comemoração do Theatro Circo e para aquilo que queremos que seja a atividade desta casa neste e nos próximos anos", apontou a administradora do TC, Cláudia Leite.

"O Theatro Circo entende que tem uma responsabilidade para com a cidade e para com as empresas que com ele trabalham. Julgamos que estão criadas as condições para continuarmos a trabalhar com qualidade, a investir em inovação, projetar a imagem da cidade, fazendo do Theatro Circo um embaixador de Braga que contribuía para o desenvolvimento económico, turístico e cultural da Região", explanou.

Com exceção dos concertos noturnos, os momentos de programação, que podem ser consultados no site do Theatro Circo, são gratuitos.

Os 100 anos do Theatro Circo vão ser ainda assinalados com um "novo" site.

Lusa

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23

    Mundo

    Cerca de 1.4 milhões de crianças estão em risco iminente de morrer à fome. Deste modo, a UNICEF faz um apelo urgente de cerca de 230 milhões de euros para levar nos próximos meses comida, água e serviços médicos a estas crianças. As imagens desta reportagem podem impressionar os espectadores mais sensíveis.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35
  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32
  • Homem que esfaqueou mulher em Esmoriz é acusado de homicídio qualificado
    1:24

    País

    O homem que no sábado esfaqueou a mulher em Esmoriz está acusado de homicídio qualificado. O arguido de 50 anos foi ouvido esta segunda-feira pelo juiz de instrução e ficou em prisão preventiva, uma medida fundamentada pelo perigo de fuga e de alarme. O homem remeteu-se ao silêncio durante o interrogatório, no Tribunal de Aveiro.

  • Homem condenado a oito anos e meio por abuso sexual da mãe
    1:10

    País

    O Tribunal de Coimbra condenou esta segunda-feira um homem de 53 anos a oito anos e meio de prisão por abuso sexual da mãe e ainda por crimes de roubo e coação. A mãe, de 70 anos, sofria de problemas nervosos e consumia bebidas alcoólicas com frequência, tendo sido vítima de abuso sexual por parte do filho enquanto dormia. Os crimes cometidos remetem para o início de 2016, depois do homem já ter cumprido outras penas de prisão em Espanha.

  • Jovem de 21 anos morre colhida por comboio na linha da Beira Baixa
    0:43

    País

    Uma jovem de 21 anos morreu esta segunda-feira ao ser atropelada pelo comboio Intercidades à saída da estação de Castelo Branco, na linha da Beira Baixa. A vítima foi colhida pelo comboio que seguia no sentido Lisboa-Covilhã ao atravessar a linha de caminho de ferro. Este é um local onde não existe passagem de nível, mas habitualmente muitas pessoas arriscam fazer a travessia da linha.

  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.