sicnot

Perfil

Cultura

Castiçais gigantes de Joana Vasconcelos na antiga casa senhorial dos Rothschild

Um par de castiçais gigantes, que a artista Joana Vasconcelos concebeu a partir de garrafas de vidro, vão estar, a partir de hoje, à entrada de Waddesdon Manor, uma casa senhorial inglesa que pertenceu à família Rothschild. 

As peças, que se intitulam apropriadamente "Lafite", fazem parte da série "Castiçais" que Joana Vasconcelos iniciou em 2006 e que fazem referência à obra de Marchel Duchamp "Porte-Bouteilles"

As peças, que se intitulam apropriadamente "Lafite", fazem parte da série "Castiçais" que Joana Vasconcelos iniciou em 2006 e que fazem referência à obra de Marchel Duchamp "Porte-Bouteilles"

joanavasconcelos.com

As duas esculturas são uma encomenda da Fundação Rothschild, que as adquiriu para as colocar na propriedade, atualmente na posse da National Trust, uma entidade britânica que gere e conserva edifícios e locais de interesse histórico.

Uma estrutura de ferro com sete metros de altura suporta 256 garrafas "magnum" [1,5 litros] de vinho Château Lafite Rothschild, produzido em Bordéus, num dos vinhedos da família, que fez fortuna na banca. 

As peças, que se intitulam apropriadamente "Lafite", fazem parte da série "Castiçais" que Joana Vasconcelos iniciou em 2006 e que fazem referência à obra de Marchel Duchamp "Porte-Bouteilles". 

A artista plástica portuguesa é conhecida pela criação de peças de grandes dimensões para serem colocadas no exterior, a partir de objetos do quotidiano.

"As duas estruturas monumentais subvertem a escala doméstica dos objetos referenciados - castiçais ou porta garrafas - adquirindo forma e dimensão arquitetónicas próximas da verticalidade do gótico flamejante", esclareceu o ateliê de Vasconcelos.  

A curadora do projeto, Pippa Shirley, disse à agência Lusa que, além da relação com os Rothschild e o vinho, as esculturas "permitem uma ligação a outros objetos do acervo ligados à gastronomia e serviço de mesa refinado".

A comissão a Joana Vasconcelos aconteceu na sequência da exposição da portuguesa no palácio de Versalhes, em 2012, onde apresentou "Blue Champagne", um dos cinco trabalhos da série "Castiçais", que inclui "Pop Champagne", Néctar" e "Message in a Bottle". 

Os "castiçais" são colocados junto à entrada principal do edifício icónico, que começou a ser construído em 1874 pelo Barão Ferdinand de Rothschild, num estilo de "château" francês. 

As esculturas têm autorização dos responsáveis pelo património histórico para ficar no local durante cinco anos e vão juntar-se a outras dos artistas contemporâneos Stephen Cox, Xavier Veilhan, Michael Craig-Martin, Richard Long, Angus Fairhurst e Sarah Lucas.

Waddesdon Manor está situada cerca de 80 quilómetros a noroeste de Londres, no condado de Buckinghamshire. 

Ao longo dos anos foi recebendo um grande número de obras de arte que incluem tapeçarias, cerâmicas ou quadros de grandes pintores ingleses e mestres holandeses. 

A propriedade e conteúdo foram doados em 1957, à National Trust, e recebem anualmente perto de 400 mil visitantes e o apoio financeiro da Fundação Rothschild.  

Joana Vasconcelos, 42 anos, nascida em Paris, mas a residir em Lisboa e com ateliê na capital portuguesa, tornou-se na primeira mulher e mais jovem criadora a expor algumas das suas obras no Palácio de Versailles, em Paris, em 2012, onde acabou por bater recordes de público.

Representou oficialmente Portugal na Bienal de Arte de Veneza 2013, num projeto comissariado por Miguel Amado, que levou um cacilheiro transformado em obra de arte ao recinto principal da mostra internacional contemporânea.

Lusa
  • Presidente do Sporting vai processar um dos sócios do clube
    0:42

    Desporto

    Bruno de Carvalho anunciou esta sexta-feira que vai processar o sócio José Pedro Rodrigues. O presidente do Sporting acusa o sócio de ter posto a circular um documento falso que revelava que Bruno de Carvalho estaria a ser investigado por causa das transferências de Bruno César e Alan Ruiz. O caso fez Bruno de Carvalho tomar uma decisão sobre o futuro.

  • Bruno de Carvalho contra almoço de Dias da Cunha e Menezes Rodrigues com Luís Filipe Vieira
    1:17

    Desporto

    Bruno de Carvalho insurgiu-se, esta sexta-feira, contra Dias da Cunha e Menezes Rodrigues por terem estado, em Setúbal, num almoço com Luís Filipe Vieira. Durante o discurso na Assembleia-geral do clube, o presidente dos leões considerou lamentável a atitude dos dois sportinguistas numa altura em que o Benfica é acusado pelos rivais de poder estar envolvido num alegado esquema de corrupção e tráfico de influências.

  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho. 

  • Johnny Depp pede desculpa por piada a sugerir assassínio de Trump

    Mundo

    Johnny Depp pediu esta sexta-feira desculpa por ter feito uma piada sobre assassinar Donald Trump, durante a sua atuação no Festival de Glastonbury, em Inglaterra. "Quando foi a última vez que um ator assassinou um Presidente?", foi assim que o ator e músico falou para a multidão que o estava a ver. Contudo, as declarações não foram bem recebidas pela Casa Branca, que emitiu um comunicado a condenar as palavras.