sicnot

Perfil

Cultura

Câmara do Porto quer dar nova vida às antigas salas de cinema da cidade

 O vereador da Cultura da Câmara Municipal do Porto, Paulo Cunha e Silva, disse hoje que a autarquia tem um levantamento das antigas salas de cinema da cidade e que pretende definir um programa para as redinamizar.

(Arquivo)

Durante uma conferência de imprensa sobre o ciclo "Foco Rock", que vai decorrer esta semana no Rivoli, Paulo Cunha e Silva disse que foi aproveitada a tese do seu adjunto Guilherme Blanc sobre as salas de cinema antigas do Porto, com o propósito de "as reprogramar".

À Lusa, Cunha e Silva explicou que se trata de espaços como, por exemplo, o cinema Charlot, Foco, Nun'Álvares e até o Batalha e que, apesar de ainda não haver um calendário definido para que o projeto avance, a ideia pode ser a realização de uma sessão semanal num local diferente.

A Câmara do Porto tem já uma agenda do cinema independente na cidade, que lançou com o objetivo de se tornar num "mecanismo de visibilidade de projetos e, desejavelmente, de estímulo de públicos para as suas atividades".

Para além dos espaços que programam cinema no Porto como o Teatro do Campo Alegre, a Casa das Artes ou o Passos Manuel, a cidade, neste momento, só tem um conjunto de salas comerciais, localizado no centro comercial Dolce Vita, perto do Estádio do Dragão.

Lusa
  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22