sicnot

Perfil

Cultura

Bethânia com mais um concerto em Lisboa na celebração de 50 anos de carreira

Maria Bethânia vai atuar no dia 24 de maio, no Porto, e a 27 e 28 de maio, em Lisboa, para apresentar o espetáculo "Abraçar e agradecer", que celebra os 50 anos de carreira da cantora brasileira.

LAURENT GILLIERON

De acordo com a promotora Everything is New, em comunicado hoje divulgado, foi marcada uma data extra a 28 de maio, em Lisboa, além dos dois concertos que já estavam previstos, devido à grande procura de bilhetes.

A intérprete de "Jeito estúpido de te amar" atua no dia 24 de maio, no Coliseu do Porto e, no dia 27 e 28 de maio, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, apresentando o espetáculo celebrativo do seu cinquentenário artístico. 

O espetáculo tem direção e cenografia de Bia Lessa, diretora dos seus mais recentes espetáculos "Carta de amor", "Amor festa" e "Devoção e dentro do mar tem rio".

"Maria Bethânia irá cantar músicas de todos os tempos e outras, compostas especialmente para ela nesta comemoração dos seus 50 anos de carreira, por Paulo César Pinheiro, Dorival Caymmi e Chico Cesar, que serão apresentadas pela primeira vez", indica, em comunicado a promotora portuguesa dos espetáculos. 

Segundo a mesma fonte, Maria Bethânia, de 68 anos, que em junho receberá o Prémio da Música Brasileira e edita um novo livro, irá ler textos de Wally Salomão, Clarice Lispector e Carmem Oliveira, e "apresentar compositores novos e uma versão inédita [de uma canção] feita especialmente para si por Nelson Motta".

Do alinhamento, entre outras, farão parte as canções do seu mais recente disco "Meus Quintais", como "Dindi", "Xavante", "Casa de Caboclo", e "Uma I ara".

Nos palcos portugueses, o desenho de luz é assinado por Binho Schaefer e a coordenação e produção musical é de Guto Graça Mello, produtor responsável por álbuns da artista como "Ciclo" (1983) e "As Canções que você fez p'ra mim" (1993). 

Este espetáculo, atualmente em digressão pelos palcos brasileiros, foi estreado em fevereiro passado, no Rio de Janeiro.

A cantora é acompanhada pelos músicos Jorge Helder (maestro e contrabaixo), João Carlos Coutinho (piano e acordeão), Paulo Dafilim (violas e violão), Pedro Franco (violão, bandolim e guitarra), Marcio Mallard (violoncelo), Pantico Rocha (bateria) e Marcelo Costa (percussão).

Maria Bethânia estrou-se em 1965, no Teatro Opinião, em Copacabana, no Rio de Janeiro, num concerto em que partilhou o palco com Zé Keti e João do Vale.

Lusa
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espirito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espirito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Caso que está a gerar tensão entre Angola e Portugal chega a tribunal 2ª.feira
    1:32

    País

    O julgamento da Operação Fizz começa esta segunda feira numa altura em que o tribunal da Relação ainda não decidiu se aceita o pedido de Luanda para que Manuel Vicente seja julgado em Angola. O Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa foi arrolado pelo tribunal como testemunha e já respondeu por escrito. O processo será julgado no tribunal da comarca de Lisboa pelo coletivo de juízes formado por Alfredo Costa, Helena Pinto e Ana Guerreiro da Silva, estando o Ministério Público representado pelo procurador José Góis.

  • Mais de 60% dos jovens não usam preservativo
    1:42
  • Dissonâncias entre EUA e Europa "podem ser ultrapassadas"
    1:04

    Mundo

    O ministro dos Negócios Estrangeiros reconhece que há sinais manifestos de dissonância na política externa da Europa e dos Estados Unidos da América. No dia em que Donald Trump completa um ano na Casa Branca, Augusto Santos Silva diz que acredita, no entanto, que essas divergências podem ser ultrapassadas.

  • Há mais um suspeito do massacre de Las Vegas 
    0:27

    Mundo

    Em outubro passado, Stephen Paddock abriu fogo sobre os espetadores de um concerto de música country, em Las Vegas, matando 58 pessoas e ferindo quase 500, no mais sangrento tiroteio da história norte-americana recente. A novidade é que a polícia federal dos EUA abriu uma investigação sobre um segundo suspeito no tiroteio. A Polícia Metropolitana disse que não há ainda um motivo para o tiroteio mas aponta como uma das possíveis razões o facto de Stephen Paddock ter perdido uma grande quantia de dinheiro. Os investigadores descobriram ainda que o atirador possuía pornografia infantil no seu computador.