sicnot

Perfil

Cultura

Museu do Chiado exibe tesouros da fotografia portuguesa do século XIX

Uma exposição que reúne, pela primeira vez, fotografias de coleções públicas e privadas da História da fotografia portuguesa, é inaugura no dia 29 de abril, no Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado, em Lisboa.  

(museuartecontemporanea.pt) Emilio Biel, Ponte D. Luís. Tabuleiro central em construção, 1881-1886, Palácio Nacional da Ajuda

(museuartecontemporanea.pt) Emilio Biel, Ponte D. Luís. Tabuleiro central em construção, 1881-1886, Palácio Nacional da Ajuda

De acordo com o museu, a exposição, intitulada "Tesouros da Fotografia Portuguesa do Século XIX", com curadoria de Emília Tavares e Margarida Medeiros, abre ao público no dia 30 de abril e ficará patente até 28 de junho.

A mostra vai colocar em diálogo "acervos fotográficos de diversas instituições públicas que têm como missão a salvaguarda do património fotográfico nacional, realçando a necessidade e a premência de abordagens integradas no acesso, estudo e divulgação da fotografia portuguesa". 

Segundo um texto do museu sobre o projeto, grande parte das coleções de fotografia, reunidas nesta mostra, manteve-se inédita, até agora.

Além de revelar obras e autores ao público, o objetivo do projeto é fazer "um primeiro contributo para uma moderna historiografia da fotografia portuguesa".

Percorrendo o legado fotográfico produzido em Portugal, entre meados de 1840 e 1900, o projeto pretende "entender como se elaborou esta nova cultura visual no país, contribuindo para a compreensão de uma sociedade em profunda transformação", indica um texto das curadoras. 

A fotografia, no século XIX, "encontra-se numa encruzilhada entre indústria, ciência, comércio e arte, constituindo uma das marcas da entrada da cultura oitocentista na Modernidade e abalando profundamente as formas de representação artística e não artística", caracterizam.

A partir do lançamento público em França, em 1839, "a fotografia foi prontamente integrada no contexto científico, artístico e comercial da sociedade portuguesa de oitocentos, constituindo-se como um património valioso, que cruza diversas áreas do conhecimento e estabelece um retrato inovador da sociedade e da cultura", acrescentam Emília Tavares e Margarida Medeiros. 

Devido à vastidão do conjunto, o projeto foi desdobrado em duas exposições: a primeira será inaugurada no próximo dia 29, às 19:00, no Museu do Chiado, em Lisboa; a segunda ficará patente na Galeria Municipal Almeida Garrett, no Porto, de 30 de maio a 16 de agosto deste ano, em parceria com a Câmara Municipal.

Lusa
  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.