sicnot

Perfil

Cultura

Exposição "Genesis" do fotógrafo Sebastião Salgado já recebeu 10 mil visitantes

A exposição "Génesis", com cerca de 250 imagens dedicadas à natureza captadas pelo fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, recebeu 10 mil visitantes em duas semanas, em Lisboa, anunciou hoje a organização.  

expogenesis.pt

expogenesis.pt

A exposição com o mais recente trabalho do fotógrafo inaugurou a 09 de abril, no Torreão Nascente da Cordoaria Nacional, com curadoria de Lélia Wanick Salgado, mulher do fotógrafo, e ficará patente até 02 de agosto.

"Génesis" - que já foi vista por um total de 2,5 milhões de visitantes em várias cidades do mundo - é coproduzida em Lisboa pela Terra Esplêndida, em conjunto com a Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC) e da câmara municipal.

As imagens captadas por Sebastião Salgado sobre pessoas e natureza, abordando tanto os flagelos da Humanidade como os lugares intocados pelo Homem, têm corrido mundo em livros e exposições.

Esta mostra surge na sequência de dois anteriores grandes projetos de Sebastião Salgado: "Trabalhadores" (1993) e "Migrações" (2000), que abordaram o trabalho manual e o movimento de populações no planeta. 

Por seu turno, "Génesis", projeto realizado ao longo de quase uma década, é uma homenagem do fotógrafo à grandiosidade da natureza e ao mesmo tempo um alerta para a fragilidade da Terra, mostrando lugares quase intocados que a Humanidade pode perder se não tomar medidas para a preservar.

As imagens, captadas em várias áreas geográficas, são apresentadas nas secções "Sul do Planeta", "Santuários", "África", "Espaços a Norte" e "Amazónia e Pantanal".

Sebastião Salgado, 70 anos, mostrará em Lisboa imagens de fauna e flora em lugares pouco explorados pelo Homem, mas também as comunidades humanas das selvas do Amazonas e da Nova Guiné.

O conjunto é o resultado de mais de 30 viagens pelo mundo ao longo de oito anos, entre 2004 e 2011.

Nos últimos 40 anos, Sebastião Salgado viajou por todos os continentes, testemunhando conflitos internacionais, fome e o êxodo de populações, além de ter documentado algumas das paisagens mais grandiosas da natureza do planeta.

Em julho do ano passado, o fotógrafo brasileiro lançou em Portugal o livro "Da Minha Terra à Terra", pela editora Individual, no qual conta pela primeira vez a história pessoal e faz revelações das raízes políticas, éticas e existenciais do seu trabalho.

Nascido a 08 de fevereiro de 1944, em Aimorés, Minas Gerais, Sebastião Salgado é formado em Economia e começou a sua carreira de fotógrafo em Paris, em 1973. 

O seu trabalho foi alvo de uma grande exposição em Portugal, em 1993, na inauguração do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, onde mostrou também cerca de 250 imagens.

Membro das agências de fotografia Sygma, Gamma e, posteriormente, a Magnum, Sebastião Salgado fundou a Amazonas Images, com a mulher, Lélia Wanick, em 1994, e juntos criaram o Instituto Terra para a reflorestação da Mata Atlântica brasileira.

Lusa
  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.