sicnot

Perfil

Cultura

Exposição "Genesis" do fotógrafo Sebastião Salgado já recebeu 10 mil visitantes

A exposição "Génesis", com cerca de 250 imagens dedicadas à natureza captadas pelo fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, recebeu 10 mil visitantes em duas semanas, em Lisboa, anunciou hoje a organização.  

expogenesis.pt

expogenesis.pt

A exposição com o mais recente trabalho do fotógrafo inaugurou a 09 de abril, no Torreão Nascente da Cordoaria Nacional, com curadoria de Lélia Wanick Salgado, mulher do fotógrafo, e ficará patente até 02 de agosto.

"Génesis" - que já foi vista por um total de 2,5 milhões de visitantes em várias cidades do mundo - é coproduzida em Lisboa pela Terra Esplêndida, em conjunto com a Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC) e da câmara municipal.

As imagens captadas por Sebastião Salgado sobre pessoas e natureza, abordando tanto os flagelos da Humanidade como os lugares intocados pelo Homem, têm corrido mundo em livros e exposições.

Esta mostra surge na sequência de dois anteriores grandes projetos de Sebastião Salgado: "Trabalhadores" (1993) e "Migrações" (2000), que abordaram o trabalho manual e o movimento de populações no planeta. 

Por seu turno, "Génesis", projeto realizado ao longo de quase uma década, é uma homenagem do fotógrafo à grandiosidade da natureza e ao mesmo tempo um alerta para a fragilidade da Terra, mostrando lugares quase intocados que a Humanidade pode perder se não tomar medidas para a preservar.

As imagens, captadas em várias áreas geográficas, são apresentadas nas secções "Sul do Planeta", "Santuários", "África", "Espaços a Norte" e "Amazónia e Pantanal".

Sebastião Salgado, 70 anos, mostrará em Lisboa imagens de fauna e flora em lugares pouco explorados pelo Homem, mas também as comunidades humanas das selvas do Amazonas e da Nova Guiné.

O conjunto é o resultado de mais de 30 viagens pelo mundo ao longo de oito anos, entre 2004 e 2011.

Nos últimos 40 anos, Sebastião Salgado viajou por todos os continentes, testemunhando conflitos internacionais, fome e o êxodo de populações, além de ter documentado algumas das paisagens mais grandiosas da natureza do planeta.

Em julho do ano passado, o fotógrafo brasileiro lançou em Portugal o livro "Da Minha Terra à Terra", pela editora Individual, no qual conta pela primeira vez a história pessoal e faz revelações das raízes políticas, éticas e existenciais do seu trabalho.

Nascido a 08 de fevereiro de 1944, em Aimorés, Minas Gerais, Sebastião Salgado é formado em Economia e começou a sua carreira de fotógrafo em Paris, em 1973. 

O seu trabalho foi alvo de uma grande exposição em Portugal, em 1993, na inauguração do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, onde mostrou também cerca de 250 imagens.

Membro das agências de fotografia Sygma, Gamma e, posteriormente, a Magnum, Sebastião Salgado fundou a Amazonas Images, com a mulher, Lélia Wanick, em 1994, e juntos criaram o Instituto Terra para a reflorestação da Mata Atlântica brasileira.

Lusa
  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.