sicnot

Perfil

Cultura

Museu sobre Partido Nazi abre portas em Munique

A cidade alemã de Munique inaugura hoje um museu documental no local onde ficava a antiga sede do Partido Nazi, enfrentando assim o difícil legado como "casa do movimento" de Hitler. 

Tobias Hase


A inauguração coincide com o 70.º aniversário da "libertação" de Munique pelas tropas norte-americanas no final da II Guerra Mundial e do suicídio de Adolf Hitler, no mesmo dia, num 'bunker' em Berlim.

Veteranos norte-americanos e sobreviventes do Holocausto vão juntar-se a líderes políticos para uma cerimónia solene no novo museu, um moderno cubo branco construído entre os poucos edifícios neoclássicos sobreviventes, naquele que era o centro organizacional dos Nazis.

O diretor do museu, Winfried Nerdinger, admitiu que Munique levou muito tempo a enfrentar o tóxico legado de ter sido o local de nascimento do partido de Hitler.

"Munique tem mais dificuldades com isto do que qualquer outra cidade alemã porque ficou também mais manchada que qualquer outra cidade", disse.

Nerdinger explicou que o objetivo do "Centro de Documentação da História do Nacional-Socialismo" é perceber como Munique, que se orgulhava de ser um centro de tolerância, com um ambiente artístico em ebulição, pôde assistir a uma tal perversão do seu espírito cívico.

O museu de quarto andares oferece textos explicativos em inglês e alemão, fotografias de época, vídeos que documentam marchas militares e a destruição da cidade após o bombardeamento dos Aliados.

Nerdinger frisou que foi evitada a exibição de uniformes ou enormes bandeiras com suásticas, já que não tinha qualquer desejo de promover a "estética" nazi.

Os visitantes podem, em vez disso, encontrar artefactos como um soneto rabiscado à mão pelo membro da resistência Albrecht Haushofer, que foi executado pouco antes de a guerra acabar - as manchas de sangue ainda são visíveis no papel.



  • Trump eleito personalidade do ano pela revista Time

    Mundo

    O Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, foi eleito personalidade do ano pla revista Time. O título é atribuído pela publicação norte-americana há quase 90 anos para distinguir a figura que marcou o ano.

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.