sicnot

Perfil

Cultura

Autora de romances policiais Ruth Rendell morre aos 85 anos

A escritora britânica de policiais Ruth Rendell, que havia sofrido um acidente vascular em janeiro, morreu este sábado aos 85 anos, anunciou a sua editora Penguin Random House. 

© Seth Wenig / Reuters

"Estamos devastados pela perda de uma das nossas mais amadas autoras", declarou a Penguin Random House num comunicado, precisando que Ruth Rendell morreu às 08:00 em Londres (a mesma hora em Lisboa).

Apresentada frequentemente como uma das grandes damas do romance policial e uma digna herdeira de Agatha Christie, Ruth Rendell, nascida em Londres em 1930, escreveu mais de 60 livros e está traduzida em mais de 20 idiomas.

Os amantes do género consideram que renovou o estilo, tal como P.D. James, outra autora de policiais britânica, que faleceu em novembro de 2014, aos 94 anos.

Após uma breve incursão no jornalismo, de onde saiu por ser acusada de "inventar histórias", Ruth Rendell publicou o seu primeiro romance com a personagem do inspetor Reginald Wexford em 1964, intitulando-o "From Doon with Death" e dando início a uma série de mais de mais de 20 volumes nos quais abordou problemas socias como a violência doméstica, o racismo ou a pobreza.

A par desta série, que teve adaptação televisiva, Ruth Rendell escreveu 'thrillers' psicológicos, mais centrados nas questões que conduziram aos crimes do que na investigação, sob o pseudónimo de Barbara Vine, tendo vendido centenas de milhares de exemplares um pouco por todo o mundo. 

Membro da Câmara dos Lordes, Rendell, alinhada politicamente à esquerda, escrevia os seus romances de manhã e, à tarde, sentava-se na câmara alta do Parlamento britânico, dedicando-se a analisar projetos-de-lei e a debater as políticas governamentais.

Entre as diversas obras da sua autoria transpostas para o pequeno ou o grande ecrã desde 1976 contam-se "A Cerimónia" (1995), "Em Carne Viva" (1997), "Não há Noite Longa Demais" (2002) ou "A Dama de Honor" (2004).

Desde meados dos anos 70, a escritora ganhou mais de 20 galardões pelo seu trabalho literário.

Em português, estão disponíveis dezenas de títulos da autora, com as mais variadas chancelas, caso de "O Jogo da Navalha" (Europa-América, 1987), "Perdidos no Bosque" (Asa, 2008), "O Beijo da Serpente" (Edições 70, 2004), "Um Bando de Corvos" (Relógio d'Água, 2009).


Lusa

  • Senegal surpreende e vence a Polónia por 2-1

    Mundial 2018 / Polónia

    O Senegal venceu hoje a Polónia por 2-1 num jogo a contar para o grupo H do Mundial da Rússia. Na primeira parte, os "leões de Teranga" beneficiaram de um golo na própria baliza marcado por Thiago Cionek aos 37 minutos. A vantagem no marcador veio trazer estabilidade ao Senegal que conseguiu firmar a superioridade com um golo de M´Baye Niang aos 60 minutos. Perto do final do jogo, o polaco Grzeg Krychowiak marcou na baliza de Khadim N'Diaye, mas foi insuficiente para derrotar o Senegal.

  • Japão ganha nova esperança ao derrotar a Colômbia (2-1)

    Mundial 2018 / Colômbia

    No primeiro jogo do grupo H, a Colômbia foi derrotada pelo Japão. Um dos momentos altos do jogo aconteceu logo ao minuto 4 quando, na sequência de uma falta de Carlos Sanchez, o árbitro assinalou um penálti a favor da equipa japonesa. O colombiano levou um cartão vermelho, depois de ter intercetado um remate do Japão com a mão. Apesar da desvantagem numérica, a Colômbia iguala o marcador aos 39 minutos com um livre de Quintero. Contudo, Yuya Osako colocou o Japão novamente em vantagem aos 73 min.

  • Achilles, o gato que adivinha os resultados do Mundial
    0:44

    Desporto

    Depois do polvo Paul no Mundial de 2010 e do elefante Zella no Europeu de 2016, este ano, o gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. O felino acertou na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita e já fez a aposta para a partida entre os russos e o Egipto, que decorre esta terça-feira, a partir das 19:00.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

    SIC

  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • Morreu o orangotango mais velho do mundo

    Mundo

    O orangotango mais velho do mundo morreu aos 62 anos no jardim zoológico de Perth, no norte da Austrália, deixando 54 descendentes, anunciou esta terça-feira a instituição.

  • Milionários aumentam... e as suas fortunas também

    Mundo

    O número de milionários mundiais cresceu em 2017 e o seu nível de riqueza aumentou pelo sexto ano consecutivo, ultrapassando pela primeira vez os 70 biliões de dólares (60,5 biliões de euros), segundo um estudo divulgado esta terça-feira.