sicnot

Perfil

Cultura

Exposição internacional com peça de Joana Vasconcelos atrai multidões em Pequim

Centenas de pessoas, a maioria mulheres jovens, acorrem diariamente à exposição "Miss Dior" em Pequim, que reúne peças encomendadas por aquela marca francesa de perfumes a 17 artistas plásticas contemporâneas, entre as quais a portuguesa Joana Vasconcelos.

Inaugurada no passado fim de semana com a presença de várias estrelas de cinema chinesas, a exposição estará patente até ao fim de maio numa das principais galerias do "distrito artístico 798", no nordeste de Pequim. 

A enchente dos primeiros dias, com longas filas à porta, desapareceu, mas na terça-feira de manhã, entre as 10:00 e o meio-dia, o número de visitantes já tinha ultrapassado os 450, disse um empregado da galeria.

A exposição, lançada em Paris em novembro de 2013 e entretanto apresentada em Xangai e outras cidades, celebra o aniversário do perfume Miss Dior, criado em 1947.

Uma das peças mais vistosas, colocadas logo á entrada da galeria, é a assinada por Joana Vasconcelos.

Trata-se de um laço cor-de-rosa com três metros de largura, construído em fibra de carbono e com cerca de 1.660 frascos de perfume de outra marca famosa da casa Dior, "J´Adore" (Eu Adoro), que dá o nome à peça da artista portuguesa.

O catálogo descreve a peça como "uma festiva e exuberante criação" de Joana Vasconcelos, "inteiramente produzida no seu atelier em Lisboa".

Entre as outras 16 artistas convidadas pela casa Dior e oriundas de mais de uma dezena de países, figuram a brasileira Maria Nepomuceno e duas chinesas (Ma Qiusha e Liu Lijie).

O frasco mais pequeno de Miss Dior custa cerca de 850 yuan (130 euros) - mais de metade do salário mínimo mensal em Pequim, mas a entrada na exposição é gratuita.

Instalado numa grande unidade industrial desativada, o "distrito artístico 798" é uma das mais concorridas atrações turísticas de Pequim, com centenas de galerias e boutiques.


  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.