sicnot

Perfil

Cultura

Tema da guerra colonial marca novo filme de animação de José Miguel Ribeiro

O realizador José Miguel Ribeiro está a finalizar uma curta-metragem de animação, intitulada "Estilhaços", que aborda a guerra colonial e os efeitos do stress pós-traumático no seio familiar.

LUSA

Produzido pela Praça Filmes, em Montemor-o-Novo, o filme combina imagem real, desenho animado e "stop motion", uma mistura justificada pela narrativa do filme, centrada na relação entre um pai e um filho, como explicou o realizador à agência Lusa.

"Falar de memórias de guerra é ainda um incómodo, dá ideia de que se quer que a guerra fique lá atrás e, na verdade, ainda está muito presente, sobretudo nos casos de stress pós-traumático. E era sobre isso que queria falar, sobre a contaminação desse stress numa família", disse José Miguel Ribeiro.

Entre ficção e documentário, "Estilhaços" cruza duas perspetivas sobre a guerra. A do pai, que a viveu, e a do filho, que cresceu a construir uma memória da guerra a partir dos relatos do progenitor.

Essas duas visões de guerra são alimentadas por técnicas diferentes de animação e pelo recurso a imagem real, ajudando a situar as conversas entre pai e filho numa sala de estar, nos momentos em que narra a experiência de guerra e noutros em que a ação recua ao próprio cenário de conflito.

O título "Estilhaços" remete não só para os fragmentos de um qualquer engenho de guerra, mas também tem a ver com a ideia de contaminação, de uma doença contagiante dentro de uma família, referiu o realizador.

José Miguel Ribeiro, 49 anos, tem a sua própria história familiar relacionada com a guerra colonial, mas esta serviu apenas de ponto de partida para a pesquisa sobre o tema, sobre o stress de guerra e sobre os efeitos no relacionamento entre ex-militares e a família.

"Fiz cerca de três meses de pesquisas, com leituras, falando com várias pessoas, entre as quais uma psicóloga e a Associação de ex-Combatentes para saber mais sobre estas histórias de stress, ansiedade, depressão, agressividade", disse o realizador.

"Estamos a falar de homens, alguns muito jovens, que foram chamados para uma guerra que não queriam, não tinham opção de dizer que não, e essa guerra entrou na vida deles", lamentou José Miguel Ribeiro.

"Estilhaços", que está em fase de finalização, terá 15 minutos de duração, conta com apoio do Instituto do Cinema e Audiovisual e da autarquia de Montemor-o-Novo.

José Miguel Ribeiro está ligado ao cinema de animação há cerca de 20 anos, sendo realizador de filmes como "A suspeita" - que soma mais de vinte prémios -, "Passeio de domingo", "Dodu, o rapaz de cartão", "Papel de Natal" e a série "As coisas lá de casa". A estes junta-se ainda o registo mais documental e biográfico "Viagem a Cabo Verde".

Foi um dos fundadores da produtora Sardinha em Lata, da qual se desvinculou para fundar, em 2012, a produtora Praça Filmes, em Montemor-o-Novo.

Lusa
  • Bruno de Carvalho manda SMS aos jogadores em nome dos jogadores. Confuso?

    Desporto

    De acordo com a imprensa desta manhã, o presidente do Sporting Clube de Portugal terá enviado mensagens escritas aos jogadores com o seguinte texto "Obrigado presidente pelas felicitações. Ainda temos muito para conquistar juntos" e assinou o nome do jogador a quem enviou a mensagem. Uma aparente reação ao facto de nenhum dos jogadores ter respondido aos SMS de Bruno de Carvalho, com incentivos e elogios antes e depois da vitória frente ao Boavista.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • Peixe-galo e batatas rosti, qual o cardápio do encontro entre os líderes das Coreias?

    Mundo

    O menu do encontro entre o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, já foi dado a conhecer esta terça-feira. Através do site oficial do Governo, Seul anunciou um cardápio com vários pratos típicos da Península da Coreia, como dumplings ao vapor, arroz cultivado na Coreia, carne grelhada, salada fria com polvo, peixe-galo, batatas rosti e sopa fria.

    SIC

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17