sicnot

Perfil

Cultura

Quarteto de Ricardo Toscano hoje no Estoril Jazz

O quarteto do trompetista Ricardo Toscano apresenta-se hoje, no Auditório do Casino Estoril, Cascais, para o terceiro e penúltimo espetáculo da edição deste ano do Estoril Jazz.

Ricardo Toscano, que o programador do festival Duarte Mendonça classifica "um caso sério no panorama jazzístico português", subirá ao palco daquela sala com o convidado, também trompetista, Diogo Duque.

No domingo é a vez de os Opus 5 apresentarem o projeto "The Mingus Alumni", numa alusão à linhagem do "bebop" aberta por Charlie Mingus.

Para Duarte Mendonça, o Opus 5 é "um dos grupos mais formidáveis a emergir na cena jazz moderna de Nova Iorque".

O grupo é formado pelo trompetista Alex Sipiagin, o saxofonista Seamus Blake, o pianista David Kikoski, o contrabaixista Boris Kozlov e o baterista Donald Edwards. 

"Todos eles, líderes por direito próprio, equilibram composição e improvisação nos seus dois álbuns, 'Introducing Opus 5', de 2011, e 'PentaSonic', de 2012", sublinhou o programador.

 No passado fim-de-semana, o primeiro de concertos desta edição do Estoril Jazz, atuaram o duo norte-americano da cantora Roseanna Vitro e do pianista Kenny Werner (sábado) e o quarteto do trompetista Sean Jones (domingo).

  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Inspetores do SEF cansados das promessas do Governo
    1:00

    País

    O sindicato do SEF garante que a segurança contra o terrorismo vai ser assegurada na greve de quinta-feira e sexta-feira nos aeroportos. Acácio Pereira, do sindicato, diz que os inspetores são quase escravos e que estão fartos das promessas do Governo. A greve deverá afetar cerca de 30 mil pessoas. 

  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".