sicnot

Perfil

Cultura

Escritor húngaro László Krasznahorkai vencedor do Man Booker International Prize 2015

O escritor húngaro László Krasznahorkai é o vencedor do Man Booker International Prize (MBIP), anunciou hoje a organização, que tinha selecionado para finalista o moçambicano Mia Couto. 

AP

Nascido em 1954, László Krasznahorkai é conhecido pelo romance "Satantango", adotado para o cinema por Bela Tarr, e "The Melancholy of Resistance". 

"É um escritor visionário de extraordinária intensidade e alcance vocal que capta a textura de existência atual em cenas que são terríveis, estranhas, terrivelmente cómicas e muitas vezes devastadoramente bonitas", elogiou Marina Warner hoje, durante uma cerimónia no Museu Victoria and Albert, em Londres.

   César Aira (Argentina), Hoda Barakat (Líbano), Maryse Condé (Guadalupe), Amitav Ghosh (Índia), Fanny Howe (Estados Unidos da América), Ibrahim al-Koni (Líbia), Alain Mabanckou (República do Congo) e Marlene van Niekerk (África do Sul) eram os restantes finalistas candidatos ao prémio.

Presidido pela escritora e académica Marina Warner, o júri do prémio MBIP 2015, constituído por escritores e académicos, integra a romancista Nadeem Aslam, a romancista, crítica e professora de Literatura Inglesa na Universidade de Oxford Elleke Boehmer, o diretor da revista New York Classics Series Edwin Frank e pelo professor de Literatura Árabe Comparada na Universidade de Londres Wen-chin Ouyang.

O prémio, criado em 2004 e no valor de 60.000 libras (83.500 euros), é atribuído de dois em dois anos, tendo sido atribuído no passado a escritores como Lydia Davis, Philip Roth, Alice Munro, Chinua Achebe e Ismael Kadare.

Ao contrário do "irmão" Man Booker Prize, o MBIP distingue um autor pelo conjunto da obra e importância a nível internacional e não se centra apenas num livro. 

Esta foi a primeira vez em que um autor de língua portuguesa foi selecionado para a lista de finalistas, o que surpreendeu e honrou o próprio Mia Couto.

"Recebo a notícia com surpresa, seria uma arrogância e de uma vaidade que não posso ter se dissesse o contrário, trata-se de um prémio com prestígio internacional", afirmou o autor de "Terra Sonâmbula" após receber a notícia em março.

A nomeação do escritor moçambicano, vencedor do Prémio Camões em 2013, para o Man Booker International Prize foi considerado "um acontecimento cultural e histórico" para Moçambique, considerou o Presidente da República, Filipe Nyusi, numa carta dirigida ao autor.

"A presente nomeação é mais um reconhecimento internacional às tuas qualidades de grande escritor de dimensão mundial", declarou o chefe de Estado na carta divulgada, elogiando "a sabedoria, humildade e talento" de Mia Couto, que "enche de orgulho os moçambicanos".






Lusa
  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • "O ministro não escondeu nem tapou"
    1:20

    Economia

    Pedro Santana Lopes falou pela primeira vez sobre a auditoria feita à Santa Casa no período em que foi provedor. Esta terça-feira, na SIC Notícias, Santana Lopes desvalorizou as irregularidades e defendeu o ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Vieira da Silva.

    Pedro Santana Lopes

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois de terem desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • Marinha resgata 138 migrantes ao largo de Lampedusa

    País

    A fragata da Marinha portuguesa D. Francisco de Almeida resgatou esta terça-feira, ao largo da ilha de Lampedusa, em Itália, 138 migrantes, entre eles 15 mulheres e oito bebés, disse à Lusa fonte do Estado-Maior-General das Forças Armadas.

  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17