sicnot

Perfil

Cultura

PS quer novamente um ministério para a Cultura

O projeto de programa eleitoral do PS, hoje apresentado, defende a "reconstrução dos alicerces de uma política para a cultura", mas a prioridade será voltar a ter um ministério, afirmou à agência Lusa a deputada Inês de Medeiros.

© Rafael Marchante / Reuters

"Há o reconhecimento da necessidade de um ministério, com uma estrutura eficaz, com peso no Conselho de Ministros e que apresente uma política transversal", afirmou a deputada.

No projeto de programa eleitoral dos socialistas lê-se que a cultura é "um pilar essencial da democracia, da identidade nacional, da inovação e do desenvolvimento sustentado", e são adiantadas algumas medidas concretas, sobretudo na área do património.

"Lançar um programa de investimento na recuperação do património histórico, visando recuperar a herança histórica em todo o território" e "favorecer a conversão profissional de trabalhadores da construção civil" são duas medidas apontadas pelo PS.

Inês de Medeiros sublinhou que "o mais relevante é perceber a importância da cultura para a coesão nacional, a relação com a economia em termos de emprego, por exemplo. A cultura precisa de instrumentos mais eficazes, menos burocráticos e menos pesados".

No que toca à orgânica da cultura, a deputada diz que há alguns "'monstros' que se criaram e que paralisaram" o funcionamento do setor, mas escusou-se a especificar a que organismos se referia.

"Neste momento, o património está asfixiado, há estruturas sem meios. A cultura não é um setor menor, é essencial para a recuperação da economia, tem de estar articulado com outras áreas, com o ensino artístico, com a diplomacia económica", disse.

O projeto de programa eleitoral do PS será debatido e votado pelos órgãos nacionais do partido, entre hoje e domingo, e apenas ficará concluído a 06 de junho, quando se realizar a Convenção Nacional.

Atualmente o setor da cultura tem uma secretaria de Estado e depende diretamente da Presidência do Conselho de Ministros.

Lusa
  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • Mais de 120 pessoas com hepatite A
    2:23

    País

    O surto de hepatite A já infetou 128 pessoas, 60 das quais estão internadas em hospitais de Lisboa e Coimbra. A Direção-Geral da saúde recomenda a vacinação apenas aos familiares dos doentes. Apesar de não haver ruptura de stocks, há farmácias que não têm vacinas.

  • Sobreviventes de Mossul relatam mutilações e execuções do Daesh
    1:32