sicnot

Perfil

Cultura

Morreu o ator Nuno Melo

O ator Nuno Melo morreu hoje, num hospital em Lisboa, vítima de cancro no fígado. Tinha 55 anos.

Caras

Doente de hepatite C há cerca de nove anos, Nuno Melo descobriu recentemente ter cancro no fígado. A notícia da morte foi avançada pela revista Lux e entretanto confirmada por fonte próxima do ator à agência Lusa.

Nuno Jorge  Lopes de Melo Cardoso nasceu a 8 de fevereiro de 1960, em Castelo Branco. Começou a trabalhar como ator em 1981, no Teatro de Animação de Setúbal, passando depois por companhias como Teatro da Cornucópia, Teatro Aberto ou Artistas Unidos. 

Na televisão estreou-se na telenovela "Vila Faia" mas foi com o papel de Caniço, na novela "Chuva na Areia", em 1984, que ganhou notoriedade. Tornou-se uma presença regular na televisão, nomeadamente em telenovelas, no trabalho com Herman José ("Casino Royal") e na série "Camilo e filho" da SIC.

No cinema trabalhou com realizadores como Manoel de Oliveira, Eduardo Gerra, Edgar Pêra, João Botelho e José Nascimento.


Com Lusa
  • Atentado "falhado" em Nova Iorque
    1:43

    Mundo

    Uma explosão numa das zonas mais movimentadas de Manhattan fez quatro feridos, esta segunda-feira. Entre eles está o homem que transportava o engenho e que foi entretanto detido.

  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.

  • 10 Minutos com Leonor Beleza
    10:27

    10 Minutos

    A nossa convidada desta segunda-feira ainda é conhecida por ter sido ministra da Saúde e pelo seu trabalho à frente da Fundação Champalimaud. Mas desta vez vamos falar com Leonor Beleza sobre os 40 anos da revisão do Código Civil, em que esteve envolvida.

    Entrevista completa