sicnot

Perfil

Cultura

Lá Fora em Évora a partir de hoje

Sete espetáculos compõem o programa da 2.ª edição do Lá Fora - Festival de Artes Performativas, que decorre em Évora, a partir de hoje e até sábado, para mostrar música, dança e performance de criação contemporânea.

Cartaz da 2º edição do LÁ FORA

Cartaz da 2º edição do LÁ FORA

https://www.facebook.com/AgendaCulturalEvora


Promovido pela Fundação Eugénio de Almeida (FEA), o evento decorre nos espaços exteriores de dois dos edifícios da instituição, em pleno centro histórico da cidade alentejana: Páteo de São Miguel e Fórum Eugénio de Almeida.

O espetáculo que abre hoje o festival, segundo a organização, vai ter como "ingredientes" a "voz cativante" de Salvador Sobral e o "piano magistral" de Júlio Resende, que são "nomes sonantes do piano e do novo fado em Portugal".

O concerto, às 21:30, tem cariz intimista e consiste numa "viagem pelas principais influências destes dois músicos, que têm no jazz o seu ponto de partida", refere a FEA.

As propostas para o 2.º dia, sexta-feira, são o espetáculo de dança "hu(r)mano", do coreógrafo Marco da Silva Ferreira, e a atuação dos Tape Junk, "banda rock com um vocabulário apreendido a partir de referências como Pavement, Giant Sand, Stooges, Rolling Stones ou Velvet Underground".

A programação do último dia do Lá Fora, sábado, arranca com a performance "Contigo", do acrobata João Paulo Santos e do coreógrafo Rui Horta.

Trata-se de um espetáculo performance, segundo a organização, que "junta as influências de ambos e lida com as diferentes perceções que têm sobre os seus corpos e objetos".

"Num palco vazio, com alguns objetos, uma vara chinesa e um corpo, João Santos expressa a sua raiva e o domínio das técnicas entre o céu e a terra, mas também a exaustão e a sua solidão", resumiu a FEA, realçando que a performance, no fórum, tem entrada livre.

Um concerto intimista de Pedro Cardoso (Peixe), antigo guitarrista da banda Ornatos Violeta, "uma das mais importantes bandas que marcou a chamada música moderna portuguesa", e que apresenta em Évora temas mais recentes do seu trabalho discográfico, é outra das propostas do último dia do festival.

O certame encerra, na noite de sábado, com concertos dos Time for T, que integra elementos de diversas nacionalidades, e do grupo luso-brasileiro Banda do Mar, "trio sensação do momento que interpretará temas do seu álbum de estreia".

O Lá Fora - Festival de Artes Performativas conta com produção d'O Espaço do Tempo, de Montemor-o-Novo, e direção artística do coreógrafo Rui Horta. 

  • "É preciso despartidarizar o sistema de Proteção Civil", diz Duarte Caldeira
    2:47
  • Homem morreu ao tentar salvar animais das chamas
    2:30
  • Arcebispo de Braga pede responsabilidades pelos incêndios
    1:40

    País

    Braga também sofreu um dos mais violentos incêndios dos últimos anos. O fogo descontrolado atravessou várias freguesias e destruiu duas empresas. A igreja, pela voz do arcebispo de Braga, pede ação e o apuramento de responsabilidades, face a esta calamidade.

  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06