sicnot

Perfil

Cultura

"Guerra das Estrelas" nos cinemas chineses pela primeira vez

A China vai exibir "A Guerra das Estrelas" pela primeira nos seus cinemas quatro décadas após a saga cinematográfica se ter tornado um sucesso mundial, divulgou hoje a agência noticiosa francesa, AFP.

© Luke MacGregor / Reuters

O Shangai Internacional Film Festival vai mostrar o conjunto dos seis filmes da série "Guerra das Estrelas" pela primeira vez esta semana, com exibições nos principais cinemas chineses, disseram os organizadores do festival.

Em 1977, enquanto as audiências ocidentais seguiam as aventuras de Luke Skywalker, Han Solo e Princesa Leia "há imenso tempo atrás numa galáxia longínqua", a China acabava de sair de uma caótica revolução cultural e confrontava-se com a necessidade de fazer reformas económicas que iriam transformar o país sob regulação comunista.     

As lotações esgotaram completamente num dos cinemas que exibiu o primeiro filme da série.

Entre as diversas estratégias preparadas para receber os fãs, como a música do filme a ser tocada na sala de receção à medida que estes entravam no cinema, sobressaía ainda um homem que vestia uma camisola de C-3PO -- o robô tradutor dourado -, e uma mulher que numa blusa preta ostentava os soldados de branco, fiéis ao Império.  

O assistente de vendas, Joy Han, meteu um dia de folga para ver o filme, apesar de já ter visto todos os seis episódios através da Internet.

"É muito melhor visto no grande ecrã", disse à AFP Joy Han, "isto é uma primeira vez para a China", acrescentou.

Alguns membros da audiência referiram que estavam mais familiarizados com a nova «prequela» - o contrário de sequela -, dos filmes "A Ameaça Fantasma", "O Ataque dos Clones" e "A Vingança dos Sith", do que com os três primeiros filmes: "A Guerra das Estrelas", "O Império Contra-Ataca" e "O Regresso de Jedi".


Lusa


  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC