sicnot

Perfil

Cultura

Documentários do Brasil em três dias de cinema ao ar livre em Lisboa

Sete documentários do Brasil serão exibidos na próxima semana, no ciclo "Doc no Rio", que decorrerá ao ar livre na Gare Marítima de Alcântara, em Lisboa, organizado pelo festival DocLisboa.

Francisco Seco

Da sala de cinema para a rua, o ciclo apresenta, de 26 a 28 de junho, documentários brasileiros feitos ao longo da última década e grande parte deles são inéditos em Portugal. 

O ciclo abrirá com a curta-metragem "Vinil Verde" (2004), adaptação de uma fábula russa por Kleber Mendonça Filho, que recorre a uma montagem sequencial de fotografias.

Ainda no dia 26 serão estreadas a curta-metragem "Da janela do meu quarto" (2004), de Cao Guimarães, e a longa "Elena" (2012), de Petra Costa, inspirada na história da irmã, a atriz Elena Andrade, que se suicidou em 1990.

No dia seguinte, o ciclo recebe a primeira curta-metragem da realizadora Juliana Rojas, "Lençol branco" (2003), feito em parceria com Marco Dutra, e a longa-metragem "Sinfonia de Necrópole" (2014), da mesma realizadora, sobre o trabalho de um coveiro num cemitério em São Paulo.

De André Novais Oliveira, realizador que tem tido obra selecionada para festivais portugueses, será exibida a curta "Fantasma", no dia 28, seguindo-se "A cidade é uma só?" (2011), de Adirley Queirós, sobre a destruição de bairros degradados em torno de Brasília, na década de 1970.

Neste "Doc no Rio", os filmes serão exibidos a partir das 21:30. A entrada é livre e o espaço tem capacidade para 800 pessoas.

Lusa
  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52