sicnot

Perfil

Cultura

Cavaco felicita Hélia Correia pela atribuição do Prémio Camões

O Presidente da República felicitou hoje Hélia Correia pela atribuição do Prémio Camões 2015, sublinhando a sensibilidade à história e ao mundo contemporâneo da escritora. 

(LUSA/ Arquivo)

"Pela sua sensibilidade à história e ao mundo contemporâneo, pelo virtuosismo da sua escrita, tanto a ficção, como a poesia e o teatro de Hélia Correia são prova inequívoca da fecundidade do português como língua de cultura, que se renova a cada geração e se reinventa em cada um dos grandes autores que nela se exprimem", lê-se numa mensagem do chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, divulgada no 'site' da Presidência da República. 

 

Congratulando-se pela decisão do júri e fazendo votos para que o seu trabalho "continue a prestigiar, como até aqui, a cultura portuguesa e a contribuir para o enriquecimento do património literário" da língua, Cavaco Silva considera ainda que "o reconhecimento de Hélia Correia no universo da literatura lusófona, através do Prémio Camões, é motivo de satisfação e orgulho para os portugueses".  

 

O Prémio Camões foi instituído por Portugal e pelo Brasil em 1989 como forma de reconhecer autores "cuja obra contribua para a projeção e reconhecimento da literatura de língua portuguesa em todo o mundo", sustenta a organização. 

 

O primeiro distinguido, em 1989, foi o escritor português Miguel Torga. Em 2014, o Prémio Camões foi atribuído ao historiador e ensaísta brasileiro Alberto da Costa e Silva. 

 

O anterior autor português a receber o Prémio Camões foi Manuel António Pina, em 2011.


Lusa

  • O dia em que o Brexit começa
    1:25

    Brexit

    A primeira-ministra britânica já assinou a carta que vai enviar ao Conselho Europeu para formalizar a vontade do Reino Unido de sair da União Europeia. O artigo 50.º do Tratado de Lisboa será ativado nas próximas horas. Na véspera, Theresa May recebeu da Escócia um novo contratempo político.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Governo vai dar mais meios à investigação criminal
    2:34

    País

    A ministra da Justiça garante que o Governo vai dar mais meios à investigação criminal, mas assegura que não vai mexer nos prazos dos inquéritos. A questão tem sido insistentemente levantada pela defesa de José Sócrates, que se queixa de que a Operação Marquês já ultrapassou todos os prazos.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.