sicnot

Perfil

Cultura

Postal com desenho de Picasso vendido por 166 mil euros

Um postal com um desenho de Pablo Picasso foi vendido hoje por 166 mil euros, num leilão na Alemanha, anunciou a leiloeira responsável pela venda.

© Paulo Whitaker / Reuters

O montante pelo qual foi vendido é "um recorde mundial por um postal", assegurou a casa de leilões Gärtner, com sede perto de Estugarda (sul da Alemanha), num comunicado hoje divulgado e citado pela Agência France Presse.

O comprador, um "colecionador do outro lado do Atlântico", realizou a compra por telefone. A licitação, muito disputada, tinha como base cem mil euros.

Com as comissões, o comprador vai acabar por pagar mais de 200 mil euros pelo postal.

O postal, com uma vista aérea de Pau (no sul de França), foi enviado a 05 de setembro de 1918 por Picasso ao seu amigo e poeta Guillaume Apollinaire. Em vez de escrever no verso do postal, Picasso fez um desenho "que pode ser incluído na sua fase cubista 'A Natureza Morta'", refere a Gärtner.

O postal acabou por nunca chegar ao seu destinatário, já que Picasso escreveu o nome do amigo em espanhol -- Don Guillermo Apollinaire --, o que fez com que fosse devolvido ao remetente.

A Gärtnet diz ter recebido o postal das mãos de um cidadão francês, "uma personalidade do mundo empresarial".







Lusa
  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.