sicnot

Perfil

Cultura

Apple cede a Taylor Swift e vai pagar aos artistas

A Apple decidiu pagar direitos de autor aos artistas durante o período de ensaio do seu novo site de música em streaming. Uma decisão que surge na sequência do anúncio da pop star Taylor Swift de que iria boicotar este novo serviço por ser lesivo dos seus interesses financeiros.

© Mario Anzuoni / Reuters

A Apple vai oferecer aos seus utilizadores o serviço de música Apple Music durante o período experimental de três meses, que começará a 30 de junho. Não pretendia, no entanto, pagar os direitos de autor aos artistas autores dessas músicas. 

Taylor Swift insurgiu-se e publicou domingo na Internet uma  declaração dizendo que iria boicotar o novo serviço, retirando o seu novo álbum "1989", afirmando sentir-se "chocada e decepcionada" com a Apple.

Algumas horas depois, o vice-presidente da Apple Eddy Cue anunciou no Twitter a alteração da política de pagamento aos artistas.

"We hear you @taylorswift13 and indie artists. Love, Apple," Cue tweeted. [Ouvimos-te @taylorswift13 e artistas independentes. Cumprimentos, Apple].

"A Apple Music vai pagar aos artistas pelo [serviço de] streaming mesmo durante o período experimental gratuito", para os utilizadores, afirmou o responsável.

Este novo serviço quer vir a ser o "número um" da música online, competindo com os atuais Spotify, YouTube, Deezer e Pandora.


  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07

    Mundo

    O Conselho de Segurança das Nações Unidas chegou este sábado a acordo sobre o cessar-fogo na Síria, depois de três dias de intensas negociações para evitar o veto da Rússia. As tréguas vão durar 30 dias e permitir a entrada de ajuda humanitária em Ghouta Oriental, a região mais atingida pela guerra na Síria, nesta altura. Em apenas sete dias, os bombardeamentos do regime fizeram mais de 500 mortos.

  • Portugueses e espanhóis protestam em Salamanca contra mina de urânio
    0:38

    País

    O Bloco de esquerda desafia o Governo português a exigir às autoridades espanholas uma avaliação do impacto ambiental da mina de urânio a 40 quilómetros da fronteira portuguesa. Este caso está gerar contestação entre os ambientalistas. Várias associações portuguesas participaram este sábado numa manifestação em Salamanca. A Quercus diz-se preocupada com o impacto da mina de urânio no território português.

  • PS e PSD querem acordo sobre fundos e descentralização até ao verão
    3:07
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de três armas da PSP, recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avança hoje que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • As gravações que provam que as autoridades conheciam o perfil violento de Nikolas Cruz
    1:35