sicnot

Perfil

Cultura

Apple cede a Taylor Swift e vai pagar aos artistas

A Apple decidiu pagar direitos de autor aos artistas durante o período de ensaio do seu novo site de música em streaming. Uma decisão que surge na sequência do anúncio da pop star Taylor Swift de que iria boicotar este novo serviço por ser lesivo dos seus interesses financeiros.

© Mario Anzuoni / Reuters

A Apple vai oferecer aos seus utilizadores o serviço de música Apple Music durante o período experimental de três meses, que começará a 30 de junho. Não pretendia, no entanto, pagar os direitos de autor aos artistas autores dessas músicas. 

Taylor Swift insurgiu-se e publicou domingo na Internet uma  declaração dizendo que iria boicotar o novo serviço, retirando o seu novo álbum "1989", afirmando sentir-se "chocada e decepcionada" com a Apple.

Algumas horas depois, o vice-presidente da Apple Eddy Cue anunciou no Twitter a alteração da política de pagamento aos artistas.

"We hear you @taylorswift13 and indie artists. Love, Apple," Cue tweeted. [Ouvimos-te @taylorswift13 e artistas independentes. Cumprimentos, Apple].

"A Apple Music vai pagar aos artistas pelo [serviço de] streaming mesmo durante o período experimental gratuito", para os utilizadores, afirmou o responsável.

Este novo serviço quer vir a ser o "número um" da música online, competindo com os atuais Spotify, YouTube, Deezer e Pandora.


  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO ONLINE

    Rita Pedras

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Marcelo comenta comparação de Centeno a Ronaldo

    País

    O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, comentou esta quarta-feira a comparação que o ministro das Finanças alemão terá feito entre Mário Centeno e Ronaldo, considerando que "quem quer que disse isso, por uma vez não pensou mal".