sicnot

Perfil

Cultura

Temporada 2015/2016 do Teatro Nacional de São Carlos está assegurada

O secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, afirmou hoje que a temporada 2015/2016 do Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa, está assegurada, mas não confirma a escolha do inglês Patrick Dickie para consultor artístico.

MANUEL DE ALMEIDA

Numa audição parlamentar, Jorge Barreto Xavier foi confrontado pela deputada Gabriela Canavilhas, do PS, de que a tutela estaria a negociar com o programador Patrick Dickie para consultor artístico daquele teatro nacional, sucedendo a Paolo Pinamonti.

Em resposta, o secretário de Estado da Cultura afirmou que o São Carlos "está a preparar a sua programação para 2015/2016", a apresentar em julho, e que nessa altura se saberá quem a desenhou, referindo que "foram faladas pessoas para a consultoria artística" e que Patrick Dickie é "uma referência relevante".

Barreto Xavier justificou-se com "restrições ao nível do financiamento" para a opção de se escolher um consultor artístico e não um diretor para o teatro nacional. E disse ainda que a escolha de um diretor artístico deverá caber ao próximo governo.

Num documento distribuído aos jornalistas, Gabriela Canavilhas afirmou que Patrick Dickie virá para Portugal como "programador", "figura que não existe no organograma do OPART [Organismo de Produção Artística, que tutela o São Carlos".

Segundo a deputada, a escolha de um programador em vez de um diretor artístico é uma "forma de fugir ao 'crivo' das Finanças".

O último consultor artístico do São Carlos foi o italiano Paolo Pinamonti, que pediu rescisão do contrato em dezembro passado. Hoje, Barreto Xavier disse que "houve problemas que levaram à denúncia do contrato" com Pinamonti. 

Antes de ser consultor, Paolo Pinamonti foi diretor artístico do Teatro Nacional de São Carlos de 2001 a 2007. 

De 2007 a 2013 o cargo de diretor artístico de Teatro Nacional de São Carlos foi ocupado por Christophe Dammann e Martin André.

O Teatro Nacional de São Carlos é uma das estruturas culturais sob a alçada do OPART - Organismo de Produção Artística.

Lusa
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • O que separa a Catalunha do resto de Espanha?
    2:12

    Mundo

    Desde 1640, as revoltas catalãs representam a vontade pela distância e pela independência. Numa região que não é reconhecida formalmente como Nação, na Catalunha entende-se e fala-se mais castelhano do que catalão. Mas o que realmente separa a Catalunha do resto de Espanha?

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Óculos inteligentes permitem controlar telemóvel com o nariz
    1:05
  • Defesa de Sócrates diz que junção do caso Rio Forte à Operação Marquês é ilegal
    0:50

    Operação Marquês

    A defesa de José Sócrates diz que a junção do caso Rio Forte à Operação Marquês é ilegal. A aplicação de 900 milhões de euros da PT no BES foi anexada ao processo, por suspeita de luvas pagas por Ricardo Salgado a Zeinal Bava e Henrique Granadeiro, também arguidos. A defesa do antigo primeiro-ministro já contestou a decisão. Diz que é uma forma de confundir o processo para ocultar, mais uma vez, a falta de provas contra Sócrates.

  • Família Portugal Ramos
    15:01