sicnot

Perfil

Cultura

Divulgação do trailer do filme "Assalto a Londres" considerada "insensível"

​O trailer do filme "Assalto a Londres" , que apresenta o ator Gerard Butler como um agente dos serviços secretos dos Estados Unidos que tenta impedir os terroristas de atacar a capital britânica, tem sido alvo de críticas. "Momento insensível", é assim que é classificada.

O trailer foi lançado na passada quarta-feira, apenas alguns dias depois do ataque terrorista que aconteceu na Tunísia e que fez cerca de 30 mortos, e uma semana antes do 10º aníversário dos atentados de 7 de julho em Londres, no qual, pelo menos, 52 pessoas perderam a vida.

Philip Nelson, o presidente do memorial Tavistock que foi feito para homenagear as vítimas na praça com o mesmo nome no atentado de 7 de julho de 2005, disse ao The Mirror que considera que as imagens usadas para promover o filme - tal como o poster de promoção que mostra o relógio do Big Ben a explodir - são as erradas a divulgar.

"Esta não é a primeira vez que Hollywod é insensível", afirma. "Se a história é sobre terrorismo, então, é extremamente insensível. Pessoas morreram, recentemente, num ataque terrorista na Tunísia", acrescenta.

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.