sicnot

Perfil

Cultura

Quarenta obras de Joana Vasconcelos expostas em Londres

Mais de 40 obras de Joana Vasconcelos, de vários períodos da carreira da artista, vão estar em exposição na galeria Phillips, em Londres, a partir de 15 de julho, até 30 de agosto.   

© Hugo Correia / Reuters

Em destaque estará "Material Girl", um novo trabalho de grande dimensão, em tonalidade rosa e ornamentada com luzes LED, para a série "Valquíria", cujas peças são caracterizadas pelas formas tentaculares produzidas a partir de têxteis coloridos, bordados e de outras aplicações. 

Esta série, iniciada em 2004, é inspirada nas figuras na mitologia nórdica que sobrevoavam os campos de batalha, montadas em cavalos alados, que identificavam os futuros guerreiros do deus Odin. 

Para o espaço da galeria, que tem uma área de 864 metros quadrados, a artista portuguesa fez novos trabalhos para a série de "Pinturas em crochê", com espelhos e luzes LED, e criou o primeiro caracol gigante para o núcleo "Bordalos", composta por animais em cerâmica, cobertos de rendas portuguesas.

Joana Vasconcelos já expôs várias vezes em Londres e realizou uma grande mostra no ano passado, em Manchester, mas a última a solo na capital britânica data de 2012. 

Recentemente viu também duas torres gigantes, em forma de castiçais, compostas por garrafas de vinho, serem instaladas nos jardins de Waddesdon Manor, em Buckinghamshire, no Reino Unido.

Joana Vasconcelos, 42 anos, nascida em Paris, mas a residir em Lisboa e com ateliê na capital portuguesa, tornou-se na primeira mulher e criadora mais jovem a expor algumas das suas obras no Palácio de Versailles, em Paris, em 2012.

Representou oficialmente Portugal na Bienal de Arte de Veneza, em 2013, num projeto comissariado por Miguel Amado, que levou um cacilheiro - Trafaria - transformado em obra de arte ao recinto principal da mostra internacional contemporânea.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.