sicnot

Perfil

Cultura

Afonso Cruz vence Prémio Nacional de Ilustração 2014 com "Capital"

O escritor Afonso Cruz venceu por unanimidade o Prémio Nacional de Ilustração 2014, com o livro "Capital", uma narrativa visual "aberta a públicos de todas as idades", anunciou hoje o júri.

pato-logico.com

"Capital", editado em 2014 pela Pato Lógico, conta a história, sem recurso a palavras, da transformação de um rapaz, que um dia recebe um mealheiro em forma de porco. O júri destaca a "singeleza formal" da obra e o cruzamento de ideias sobre "a amizade, o engodo, a cobiça, a ascensão social, a ecologia, a ambição, a traição, a escravatura, a ingenuidade".

Afonso Cruz, escritor, músico e ilustrador, é autor de vários livros ilustrados para a infância - em nome próprio ou para outros autores - tendo editado, por exemplo, "A contradição Humana", "O livro do ano" e "Os pássaros".

O júri do Prémio Nacional de Ilustração atribuiu ainda duas menções especiais às obras "Lá fora", com ilustração de Bernardo Carvalho - e texto das biólogas Maria Ana Peixe Dias e Inês Teixeira do Rosário - e "Com o tempo", de Madalena Matoso, para um texto de Isabel Minhós Martins.

Os dois livros foram publicados pela editora Planeta Tangerina.

O júri destacou ainda a obra "Wonderporto", com ilustração de Cátia Vidinhas e texto de Adélia Carvalho, editado pela Tcharan.

O Prémio Nacional de Ilustração, criado em 1996, é uma iniciativa da Direção-Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas (DGLAB) e distingue anualmente obras publicadas em Portugal que se tenham destacado na área da ilustração.

Na análise das obras a concurso, o júri elogia a participação de ilustradores "com espaço já conquistado no panorama editorial português e opções estéticas consolidadas". 

"De entre estes, foi evidente o aumento significativo de ilustradores a assumir o estatuto de escritores ou a construir as suas propostas visuais apenas sobre títulos", lê-se na ata.

Apesar disso, o júri lamentou que, entre as 77 obras analisadas, algumas tenham evidenciado "um descuido incompreensível ao nível do design gráfico que se traduz num desrespeito pelo trabalho do ilustrador e denota a inexistência de sinergias editoriais que uma vez mais resultam no empobrecimento do projeto".

O júri desta 19.ª edição contou com os autores e investigadores Adriana Baptista, Pedro Moura e Vera Oliveira. 

Nesta edição do Prémio Nacional de Ilustração foram avaliadas 77 obras, de 54 ilustradores e 56 autores de texto, publicadas por 35 editoras (e uma edição de autor). 

Lusa

  • "A Minha Outra Pátria": o drama da Venezuela no Jornal da Noite
    2:12

    Reportagem Especial

    Quase cinco mil emigrantes regressaram à Madeira nos últimos meses por causa da crise económica, social e política na Venezuela. Os pedidos de ajuda ao Governo Regional dispararam. Muitos luso-venezuelanos voltaram às origens com pouco mais do que a roupa do corpo. "A Minha Outra Pátria" é a Reportagem Especial de hoje.

  • Fogo na Sertã alastrou aos concelhos de Mação e Proença-a-Nova
    2:37

    País

    Mais de 700 bombeiros combatem o incêndio que começou este domingo na Sertã e, durante a noite foi empurrado pelo vento para outros dois concelhos. As chamas atingiram as zonas de Mação e de Proença-a-Nova, onde os habitantes dizem que há várias casas destruídas pelo fogo. Esta manhã, chegaram dois aviões espanhóis para ajudar a controlar as chamas.

  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24
  • Governo reconhece seca severa no continente desde 30 de junho

    País

    O Governo reconheceu, hoje, a existência de uma situação de seca severa no território continental, desde 30 de junho, que consubstancia um fenómeno climático adverso, com repercussões negativas na atividade agrícola, em despacho publicado hoje em Diário da República.

  • Pelo menos cinco feridos em ataque na cidade suíça de Schaffhausen

    Mundo

    Pelo menos cinco pessoas ficaram hoje feridas na sequência de um ataque, na cidade suíça de Schaffhausen. De acordo com as autoridades, as vítimas foram atacadas por um homem armado com uma motosserra, que está a ser procurado pela polícia. As autoridades descartaram a hipótese de "ato terrorista".

  • Oposição pressiona Maduro com anúncio de manifestações e greve geral
    1:34
  • Margem mínima de mil votos obriga a negociações intensas em Timor-Leste

    Mundo

    A Fretilin venceu sem maioria absoluta as lesgislativas para o VII Governo constitucional de Timor-Leste. De acordo com os dados oficiais, o partido de Mari Alkatiri obteve perto de 170 mil votos e conquistou 23 deputados. Já o partido de Xanana Gusmão que tinha vencido há cinco anos, ficou em segundo com 167 mil votos e 22 lugares no parlamento, num total de 65.