sicnot

Perfil

Cultura

Festival Super Bock Super Rock começa na próxima quinta-feira

A 20ª edição do Super Bock Super Rock começa na próxima quinta-feira. Este ano, o festival decorre no parque das Nações, em Lisboa. 

Paul White

O palco principal vai situar-se na sala maior, o MEO Arena. O espaço dedicado à música eletrónica é na sala Tejo, também no antigo pavilhão Atlântico.

A pala do pavilhão de Portugal vai acolher outro palco e vai haver, também, um espaço dedicado à música portuguesa. Ao longo de três dias, há mais de 40 atuações: de Sting, já quinta, Blur ou Florence and the Machine.

Os passes para os três dias custam 95 euros. Há parcerias com os transportes públicos com horários alargados.

A propósito dos vinte anos do festival, no Pavilhão de Portugal inaugurou hoje uma exposição de fotografia com imagens feitas no SBSR, desde 1995 até 2014, desde o tempo dos rolos de película até à fotografia digital.

A exposição recorda, por exemplo, concertos de David Bowie, Morphine, The Cure, Da Weasel, Blind Zero, Legendary Tigerman, Moby, Arcade Fire ou The National.

Toda a programação, assim como informações sobre acessos e horários de transportes públicos, estará disponível em www.superbocksuperrock.pt.

Com Lusa

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • O que muda com a saída do Procedimento por Défice Excessivo?
    2:10
  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • Marcelo opta pelo silêncio sobre a eutanásia
    1:09

    Eutanásia

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que só tomará uma posição sobre a eutanásia quando o diploma chegar a Belém. O chefe de Estado garante que vai ficar em silêncio, para não condicionar o debate e também "para ficar de mãos livres para decidir".