sicnot

Perfil

Cultura

Rodrigo Leão grava novo álbum com Coro e Orquestra Gulbenkian

O músico português Rodrigo Leão está esta semana a gravar um novo álbum, em Lisboa, com o Coro e a Orquestra Gulbenkian, que sairá em outubro e será apresentado ao vivo em novembro, no Porto e em Lisboa.

"É um disco mais espiritual, muito cinematográfico, é quase um momento de reflexão em relação à nossa existência", afirmou o músico à agência Lusa, referindo que é o primeiro álbum feito de raiz a pensar numa orquestra.

Rodrigo Leão, com o ensemble que habitualmente o acompanha, apresentará as músicas novas em três concertos que vão contar com a participação do Coro e da Orquestra Gulbenkian - quase uma centena de pessoas -, sob a direção do maestro Rui Pinheiro: a 18 de novembro, no Coliseu do Porto, e nos dias 20 e 21 desse mês, no Coliseu de Lisboa.

Neste projeto, que já tinha sido apresentado na nova temporada de música da Gulbenkian, grande parte dos temas é instrumental, mas haverá duas ou três canções a serem interpretadas pela cantora Selma Uamusse, que tem colaborado com Rodrigo Leão.

O músico tem andado a trabalhar em composições novas, desde o ano passado, e escolheu pouco mais de dez para a gravação do álbum. Além do coro, da orquestra e de Selma Uamusse, participa ainda o ensemble que normalmente acompanha o músico: O quarteto de cordas formado por Carlos Tony Gomes, Bruno Silva, Denys Stetsenko e Viviena Tupikova, e ainda Celina da Piedade, no acordeão.

O novo álbum, ainda sem título, "é um regresso à influência clássica", descreveu Rodrigo Leão, depois de ter editado "A vida secreta das máquinas", mas próximo da música eletrónica, e "Espírito de um país", álbum ao vivo gravado com a Orquestra Sinfonietta de Lisboa.

Com um tema cuja letra foi escrita pela mulher, Ana Carolina, e outros com frases em latim retiradas de textos antigos, o álbum "é quase uma espécie de elogio à vida". "Tem muita esperança, tristeza, tem todos os sentimentos que habitualmente estão presentes na minha música, a melancolia", referiu.

O álbum conta ainda com arranjos de Carlos Tony Gomes e a colaboração do arranjador Steve Bartek, com quem Rodrigo Leão tinha já trabalhado na banda sonora do filme norte-americano "O mordomo".

Rodrigo Leão, 51 anos, está ligado à música portuguesa desde a década de 1980, tendo participado na fundação de grupos como Madredeus e Sétima Legião, e colaborado com vários músicos, entre os quais Beth Gibbons, Neil Hannon, Adriana Calcanhotto e Ryuichi Sakamoto.

Mais recentemente, editou os álbuns "A montanha mágica", "Espírito de um país", gravado ao vivo com a Orquestra Sinfonietta de Lisboa, e "A vida secreta das máquinas", de pendor mais eletrónico.

A par deste trabalho, Rodrigo Leão tem composto para cinema e outros projetos artísticos, nomeadamente os filmes "O mordomo" e "A gaiola dourada" e a exposição "Florestas submersas by Takashi Amano", patente no Oceanário de Lisboa.

Grande oficial da Ordem do Infante D. Henrique, em 2014, Rodrigo Leão editará o novo álbum em outubro, através da Universal Music.

Lusa

  • Rodrigo Leão atua para os jornalistas do grupo Impresa
    3:09

    Cultura

    "O Espírito de um País" é o título do novo disco e DVD de Rodrigo Leão. Trata-se da gravação ao vivo do concerto que deu em abril, nas escadarias de Assembleia da República, para comemorar os 40 anos da revolução dos cravos. Antes de tocar o repertório nas grandes salas de Lisboa e Porto, Rodrigo Leão fez uma apresentação exclusiva para os jornalistas do grupo Impresa.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Gémeas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC