sicnot

Perfil

Cultura

Morreu o mestre da ficção histórica dos EUA, E.L. Doctorow

O romancista norte-americano Edgar Lawrence Doctorow, conhecido como E.L. Doctorow e considerado como o mestre da ficção histórica dos Estados Unidos, morreu na terça-feira, aos 84 anos, após complicações relacionadas com um cancro no pulmão.

"E.L Doctorow foi um dos melhores romancistas dos Estados Unidos. Os seus livros ensinaram-me muito e a sua ausência será sentida", escreveu Obama

"E.L Doctorow foi um dos melhores romancistas dos Estados Unidos. Os seus livros ensinaram-me muito e a sua ausência será sentida", escreveu Obama

Mary Altaffer/ AP (Arquivo)

O autor de romances como "Ragtime", que foi adaptado para musical da Broadway, e "World's Fair", vencedor do Prémio Nacional do Livro dos Estados Unidos em 1986, morreu num hospital de Nova Iorque, informou ao jornal Los Angeles Times o filho do escritor, Richard Doctorow.

O primeiro livro de Doctorow, "Welcome to Hard Times", foi publicado em 1960, seguindo-se de obras como "Big as Life" (1966), "The Book of Daniel" (1971) e "Ragtime" (1975).

O romancista nasceu no Bronx, Nova Iorque, em 1931, e durante décadas retratou nas suas obras a grandeza e pequenez da sociedade norte-americana do seu tempo, tendo o próprio classificado o seu trabalho como contendo "imensos documentos sociais".

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, publicou uma mensagem na sua conta de Twitter dedicada à memória de Doctorow.

"E.L Doctorow foi um dos melhores romancistas dos Estados Unidos. Os seus livros ensinaram-me muito e a sua ausência será sentida", escreveu o Presidente norte-americano.

Lusa

  • O poder da linguagem corporal nos tribunais
    9:12

    País

    Rui Mergulhão Mendes, especialista em 'profiling' na Emotional Business Academy, em Lisboa, esteve na Edição da Noite desta quarta-feira para explicar como é que um especialista em linguagem pode ajudar um tribunal a dar um veredito.