sicnot

Perfil

Cultura

China retirou da Internet 2,2 milhões de músicas sem direitos de autor em julho

As autoridades chinesas retiraram 2,2 milhões de músicas sem direitos de autor da Internet em julho, o primeiro mês de uma campanha contra a pirataria, informou a Administração Nacional de Direitos de Autor, citada hoje pela agência Xinhua.

© Paul Yeung / Reuters

Desconhece-se, porém, se alguma companhia foi punida por oferecer música sem pagar os respetivos direitos, ainda que o organismo responsável por proteger a propriedade intelectual na China tenha destacado os "esforços" das empresas por cooperar com as autoridades.

O regulador afirmou ainda que vai procurar fórmulas para que os serviços de música em 'streaming' continuem a funcionar e, ao mesmo tempo, paguem os direitos correspondentes.

Na China, plataformas como o Xiami Music, do gigante do comércio eletrónico Alibaba, ou o QQ Music, da Tencent, a maior empresa chinesa de serviços de Internet e para telemóveis, oferecem música gratuitamente através da rede e gozam de grande popularidade.

A Administração Nacional de Direitos de Autor ordenou, no início de julho, às empresas que fornecem serviços na Internet que retirassem a música que não tivesse licença da rede, advertindo-as para "severas punições" em caso de incumprimento.

Esta campanha tenta dar credibilidade ao sistema de proteção da propriedade intelectual na segunda economia mundial, onde as violações dos direitos da mesma são prática frequente e motivo recorrente de conflitos comerciais com os Estados Unidos, União Europeia ou Japão.

Lusa

  • Apoiar o Governo "é um dever constitucional"
    0:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que apoiar o Governo é um dever constitucional do Presidente da República. Num balanço do primeiro ano em Belém, Marcelo respondeu assim a quem o acusa de andar com o Governo "ao colo".

  • Brexit só avança com aprovação parlamentar
    3:04

    Brexit

    O Supremo Tribunal britânico decidiu que o Governo precisa de ter a aprovação do Parlamento para avançar com o Brexit. A decisão foi validada por uma maioria de oito contra três juízes e justificada esta terça-feira pelo Supremo britânico. Por consequência, a libra esterlina atingiu a cotação mais alta do ano em relação ao dólar.

  • Primeira-ministra da Escócia apela ao voto contra a saída da UE
    2:25

    Brexit

    Depois da decisão do Supremo Tribunal britânico em relação ao Brexit, a primeira-ministra da Escócia veio pedir aos deputados que votem contra a saída da União Europeia. Nicola Sturgeon vai apresentar uma moção no Parlamento escocês para que este se pronuncie sobre o Brexit.

  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.

  • As propostas Chanel para a próxima estação
    1:34

    Mundo

    Um dos desfiles mais aguardados do mundo da moda aconteceu esta segunda-feira, em Paris, com as propostas da casa Chanel para a próxima estação primavera/verão. No final do desfile, e pela primeira vez em 30 anos, Karl Lagarfeld não deu nenhuma entrevista à comunicação social.