sicnot

Perfil

Cultura

Obra de Picasso avaliada em 25 M€ apreendida em barco na Córsega

Uma pintura de Picasso, avaliada em mais de 25 milhões de euros, que estava proibida de ser exportada pelas autoridades espanholas, foi apreendida na sexta-feira passada num barco na Córsega, anunciou hoje a autoridade aduaneira francesa.

"Woman in an Armchair"

"Woman in an Armchair"

© Carlos Barria / Reuters

Uma "tentativa de exportar para a Suíça, desde a alfândega de Bastia (vila de Córsega), uma pintura de Picasso 'Cabeça de uma jovem mulher', chamou a atenção das autoridades francesas na quinta-feira", explicou a autoridade aduaneira francesa, num comunicado.

No dia seguinte, os agentes aduaneiros de Calvi (Córsega) "subiram a bordo do navio que transportava a obra e que estava atracado na marina de Calvi" e pediram os "documentos relativos à situação da obra", destaca ainda o comunicado.

"O capitão do navio não conseguiu apresentar mais do que um documento de avaliação da obra, bem como um relatório de julgamento redigido na língua espanhola, de maio de 2015, da Audiência Nacional (tribunal espanhol), confirmando que era um tesouro nacional espanhol que não podia sair de Espanha".

Este quadro, "de um valor estimado em mais de 25 milhões de euros", segundo a autoridade aduaneira, é propriedade de Jaime Botin, um famoso banqueiro espanhol cuja família participou na fundação do banco Santander em 1857, tornando-se o primeiro grupo bancário do país.

O proprietário, de 79 anos, não estava a bordo do navio, propriedade de uma empresa da qual é acionista e que tem pavilhão britânico, disse à agência noticiosa AFP um porta-voz da alfândega.

O pedido de exportação registado em Bastia não foi feito em seu nome.

Um primeiro pedido foi feito em dezembro de 2012, em Espanha, para o quadro sair definitivamente do território, com destino a Londres.

O ministro da Cultura opôs-se e, em 2015, a Audiência Nacional, um dos mais altos tribunais espanhóis, julgou a obra como "não podendo ser exportada", alegando que pertencia aos "bens de interesse cultural" e, por isso, não podia deixar o território nacional.

As autoridades francesas aguardam eventuais pedidos de Espanha para recuperar a obra.

AZM/VM // VM

Lusa/Fim

NewsSubjects:- Crime, lei e justiça - Lei internacional - Artes (geral)

  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC